Polícia arma cerco e prende Pinino com mais quatro assaltantes - WSCOM

menu

Policial

22/08/2005


Polícia arma cerco e prende

Uma informação chegada ao secretário Harrison Targino levou policiais do Grupo de Operações Especiais – GOE e do Gate a prenderem Genildo Fábio Crispim, conhecido por Pinino e ainda mais quatro integrantes de seu grupo, Flávio da Silva Araújo, de 19; André Quirino da Silva, de 22 anos; Ricardo Pinheiro Pereira, de 20 anos e Robson Silva de Oliveira, também de 20 anos.

A operação das Polícias Civil e Militar começou pela manhã quando através de informações se dirigiram até a comunidade de Monsenhor Magno, no Conjunto Valentina Figueiredo e numa casa de Pinino o grupo se encontrava fumando crack e maconha. O grupo se preparava para praticar assaltos na região.

Com eles os policiais apreenderam quatro pistolas, farta munição e ainda eletrodomésticos. Segundo a polícia, o material apreendido é produto de roubos. Também foram apreendidos um Renault Clio de cor verde e uma moto, além de oito celulares, várias jóias e uma nota de 10 dólares.

Genildo Fábio Crispim era procurado pela polícia há vários meses. Em janeiro do ano passado ele participou de um assalto que teve como vítima o comerciante Flávio Luiz Domiciano Cabral, irmão do deputado federal Domiciano Cabral e em abril desse ano ele trocou tiros com policiais do 5º Batalhão, quando saíram feridos o tenente Benevides e o cabo Evandro.

Durante o tempo em que esteve foragido Pinino e seu bando praticaram diversos assaltos na Grande João Pessoa. O delegado Canrobert Rodrigues acredita que ele tenha praticado assaltos em outros municípios.

Pinino e o grupo são acusados de roubos a residências, roubo de veículos, seqüestros relâmpagos, homicídios, assaltos a pedestres. Várias motos já foram tomadas por assaltos

Notícias relacionadas