PF tenta desarticular na PB, BA e AL grupo acusado de crimes licitatórios, lavagem de dinheiro, e sonegação fiscal - WSCOM

menu

Paraíba

05/12/2018


PF tenta desarticular na PB, BA e AL grupo acusado de crimes licitatórios, lavagem de dinheiro, e sonegação fiscal

Operação “Playground Nordestino” cumpre 22 mandados de busca e apreensão na Paraíba, Bahia e Alagoas

Foto: autor desconhecido.

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (5), na Paraíba e nos Estados da Bahia e Alagoas a operação “Playground Nordestino”. Ao todo, serão cumpridos 22 mandados de busca e apreensão nos três estados. 80 policiais federais participam da ação.

O objetivo é desarticular um grupo criminoso que teria cometido diversos crimes licitatórios, peculato, associação criminosa, lavagem de dinheiro, e sonegação fiscal.

 

Segundo a PF, o grupo atuou  nos municípios de Brejo do Cruz (PB), Barra de São Miguel (AL), Pariconha (AL), Dois Riachos (AL), Paulo Afonso (BA), Glória (BA), Chorrochó (BA) e De acordo com a PF, durante as investigações foram identificadas duas construtoras constituídas por pessoas que teriam deixado obras inacabadas em algumas cidades alagoanas e baianas.

 

A estimativa é de R$ 1,6 milhão de prejuízo aos cofres públicos e o valor pode ser maior, visto que os contratos celebrados com os entes públicos são da ordem de mais de R$13 milhões.

 

De acordo com a PF, Playground nordestino é uma referência a uma área livre para recreação, posto que quadras poliesportivas não foram concluídas.