PF reivindica reajuste de 30% e pode paralisar atividades na próxima quarta - WSCOM

menu

Paraíba

16/06/2006


PF reivindica reajuste de 30%

Agentes da Polícia Federal, escrivães, papiloscopistas, peritos e delegados podem paralisar as atividades na próxima quarta-feira por 24 horas. A medida é um protesto pela implementação de acordo firmado entre o Governo e os policiais. Eles reivindicam, entre outras coisas, o reajuste de 30% em seus salários.

As informações foram fornecidas pelo secretário do Sindicato dos Agentes da Polícia Federal na Paraíba, Tarcísio Lacerda. Ele informou que, na próxima segunda-feira, haverá uma assembléia dos servidores para decidir sobre a necessidade da paralisação.

O Grupo de Entidades Representativas das Categorias do Departamento de Polícia Federal (Gerc) informou, em nota, que o acordo foi firmado pelo Governo Federal em fevereiro deste ano e que a categoria decidiu paralisar as atividades a partir das 8h da próxima quarta.

De acordo com o Gerc, nos últimos cinco anos outras categorias do funcionalismo federal tiveram reajustes substanciais e os servidores da Polícia Federal tiveram recomposição que não alcançou os índices inflacionários.

A última greve promovida pela categoria ocorreu em 2004 e durou mais de dois meses. Em acordo firmado com o governo, a Polícia Federal conseguiu um reajuste de 17%.