PF pede ajuda de casas noturnas para barrar tráfico de exctasy em João Pessoa - WSCOM

menu

Policial

24/08/2005


PF pede ajuda de casas

Já a partir deste final de semana, freqüentadores de bares, casas de shows e boates de João Pessoa vão encontrar vigilância redobrada dentro dos estabelecimentos. A inspeção especial é um pedido feito nesta quarta-feira pela Polícia Federal para tentar barrar a entrada de drogas nas casas noturnas da Capital. Os alvos são as drogas sintéticas, especialmente o exctasy.

Pela manhã, a PF convocou os proprietários dos principais estabelecimentos da Capital e passou algumas orientações. A principal delas é de que os flagrantes de venda e consumo sejam denunciados.

‘Eles querem criar um ambiente de colaboração’, revelou o empresário Fred Ferreira, um dos participantes da reunião na Polícia Federal. ‘Querem que a gente fique alerta’, confirmou o empresário André Satou.

A missão dos donos de bares é difícil. ‘É complicado detectar essas drogas sintéticas, que são pequenas e não têm cheiro’, observou Ferreira. ‘Podem ser facilmente escondidas, até na cueca, que agora virou moda’, acrescentou Satou.

O aumento da vigilância sobre os freqüentadores das casas noturnas ocorre depois que os agentes realizaram nesta terça-feira, 24, o maior carregamento de exctasy da Paraíba.

Do lado de fora – Os proprietários dos bares prometem redobrar a vigilância dentro das casas, mas apostam que o perigo está fora, nas ruas, onde as drogas são comercializadas.

‘Chega informações de que as drogas são vendidas por ambulantes, por rapazes que estacionam seus carros com som alto nas calçadas’, revelou Fred Ferreira.

Notícias relacionadas