PF classifica como ‘boato’ informações sobre depoimento de Catão, mas admite pos - WSCOM

menu

Policial

03/08/2005


PF classifica como ‘boato’ informações

O delegado da Polícia Federal da Paraíba, Gustavo Gominho, informou ao Portal WSCOM Online que as informações sobre o depoimento do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Fernando Catão, são um boato e que não partiram da PF. “Ele pode ainda ser convocado por nós a depor, mas nós não anunciamos nenhuma informação nesse sentido”, disse.

Gominho explicou que, como Catão foi secretário de Finanças em um período da gestão Cícero, pode ser que seja chamado a prestar esclarecimentos, mas essa convocação só acontecerá se a PF entender que há necessidade de ouvi-lo. “Espalharam um boato, que não partiu daqui, e eu estou dizendo que não informamos nada, mas não descartamos também”, completou.

O delegado acrescentou que não pode dar maiores detalhes sobre a Operação Confraria, pois as investigações transcorrem em segredo de justiça. Ontem, em entrevista ao Portal WSCOM, ele admitiu a possibilidade de reconvocar o ex-prefeito Cícero Lucena e os demais envolvidos na Operação Confraria para depor, mas disse que isso não está 100% confirmado. “Eu admiti a possibilidade de uma reconvocação, mas estava falando ‘em tese’, porque pode ser que as investigações, por si só, torne desnecessário qualquer tipo de reinquirição ou acareação”, explicou.

Notícias relacionadas