PF abre inquérito para apurar prisão de delegado; Costa diz que 'foi retaliação - WSCOM

menu

Policial

27/08/2005


PF abre inquérito para apurar

A Policia Federal vai instaurar inquérito na próxima segunda-feira para apurar e exigir providências diante da prisão considerada arbitrária e ilegal do delegado da PF, Cláudio Costa, quinta-feira à noite por pedir que uma guarnição parasse uma vistoria truculenta contra um rapaz no bairro de Jaguaribe. “Isso é retaliação por conta da Operação Contraria”- declarou neste sábado o delegado da Federal.

– Já está decido: a Policia Federal vai instaurar inquérito para identificar e punir quem usou da truculência contra minha pessoa – acrescentou.

Cláudio Costa disse que considera a ação policial autorizada por um oficial pelo rádio como uma “forma clara de retaliar diante da Operação Confraria que tem indiciado o sr Cícero Lucena”.

O delegado disse que vai exigir a prisão e expulsão de todos os militares envolvidos na sua prisão. “Não vou me contentar com palavras, ou seja, vou exigir a prisão e expulsão de todos eles, afora os processos que estaremos promovendo”.

Segundo ele, “de concreto, o Governo não tomou nenhuma medida, pois minha honra e os danos morais exigem reparos à altura do vexame e da truculência contra mim sem ter nenhuma comprovação ou necessidade de ser preso, algemado”.

Notícias relacionadas