Petróleo de Sousa: ANP pede a Conselho Nacional de Política Energética para inse - WSCOM

menu

Economia & Negócios

07/03/2006


Petróleo de Sousa: ANP pede

A Agência Nacional de Petróleo encaminhou pedido ao Conselho Nacional de Política Energética para incluir os poços localizados em Sousa, sertão da Paraíba, no portifólio do leilão marcado para outubro. O pedido sinaliza a reta final das pesquisas que a ANP realiza na região para atrair empresas que possam oferecer lances e conquistar o direito de explorar o petróleo de Sousa.

O pedido também sinaliza resultados positivos nos levantamentos de informações feitos pela ANP na região de Sousa. Fontes ligadas a Agência explicam que só reservas com potencial financeiro podem ser indicadas para figurar no leilão.

O leilão – oitavo comandado pela ANP – vai reunir reservas com potencial de exploração em várias regiões do País. O pedido ainda não foi deferido pelo CNPE.

A inserção das reservas paraibanas no leilão é um indicativo positivo, mas não definitivo do potencial das reservas paraibanas. A quantidade, qualidade e profundidade dos poços detectados no sertão só serão conhecidas depois que a área for arrematada.

A empresa vencedora do leilão é que terá a missão de descobrir quantos barris Sousa poderá produzir, com conseqüente impacto sobre geração de royalties para municípios inseridos no contexto da exploração.

Técnicos da ANP continuam fazendo levantamento de informações das reservas para atrair empresas dispostas a explorar as reservas paraibanas. Eles também têm feito constantes reuniões com órgãos locais, entre os quais a Superintendência de Meio Ambiente.

A Sudema deve exigir a elaboração de programas de mitigação e compensação ambientais. O principal impacto da exploração deve ser sismológico, numa região que ganhou destaque arqueológico a partir dos vestígios da passagem de dinossauros.

Notícias relacionadas