Paulo Maia pede socorro financeiro de quase R$ 1 milhão à OAB Nacional para quitar despesas e pagar pessoal da OAB/PB - WSCOM

menu

Política

28/11/2018


Paulo Maia pede socorro financeiro de quase R$ 1 milhão à OAB Nacional para quitar despesas e pagar pessoal da OAB/PB

Foto: autor desconhecido.

A Seccional paraibana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB) passa problemas de ordem econômica. A situação, antes comentada apenas em conversas de bastidores, ficou evidente após a divulgação, nesta terça-feira (28), de um aporte financeiro que a OAB-PB solicitou junto ao Conselho Federal da Ordem (CFOAB), no valor de quase R$ 1 milhão, a fim de quitar as despesas ordinárias com as folhas de pagamento dos meses de outubro, novembro, dezembro, além do décimo terceiro salário dos funcionários.

O ofício de nº 456/GP/2018, assinado pelo atual presidente e candidato à reeleição, Paulo Maia, comprova a solicitação dos recursos. A folha do mês de outubro só foi paga por conta dos valores liberados pelo Conselho Federal da OAB.

 

Os dados foram divulgados após pedido do atual conselheiro federal e candidato à reeleição ao cargo, Edward Johnson, que divulgou uma nota sobre o caso, onde destaca que a classe não pode compactuar com movimentações escusas para a “maquiagem” de problemas financeiros, que decorrem da péssima gestão atual da Ordem.

 

“Na condição de Conselheiro Federal, tenho como uma das missões institucionais fiscalizar a correta aplicação das verbas oriundas das anuidades. Não é admissível nem normal a situação de OAB/PB, que se encontra praticamente quebrada pela irresponsabilidade administrativa da atual gestão. Fiz requerimento de certidão ao CFOAB e detectei que somente para os 3 últimos meses de gestão, tiveram que solicitar quase R$ 1 milhão para fechar as contas de despesas ordinárias de folhas de pagamento. Não podemos coadunar com esse caos”, diz Edward Johnson em nota.

 

Confira os documentos: