Paulo Maia defende revezamento, mas não se omite de conviver com recandidatura - WSCOM

menu

Paraíba

29/09/2017


Paulo Maia defende revezamento na OAB

Foto: autor desconhecido.

EXCLUSIVO – Depois de quase dois anos de mandato, o presidente da OAB Paraíba, advogado Paulo Maia, falou pela primeira vez sobre o racha a partir da renovação pela OAB nacional sobre fim da reeleição de mandato. Ao Portal WSCOM, afirmou que sempre defendeu o revezamento no comando da Ordem, entretanto, mesmo não assumindo a condição de candidato,admite que as circunstâncias podem levá-lo a repensar esta situação.

– Em primeiro lugar, é preciso dizer que a revogação do instrumento da reeleição não foi um critério defendido por mim, ao contrário, mas a decisão soberana da Ordem precisa ser respeitada – argumentou ele acrescentando que "houve precipitação por parte de quem certamente queria criar dificuldades para conduzir meu mandato com interferências" – disse ele, se dirigindo ao grupo do vice Raoni Vitta e o presidente da Caixa, Carlos Fábio.

Paulo Maia admitiu pela primeira vez ainda que existe uma nova conjuntura política interna na OAB/PB e que se espelha no reflexo de avaliações, segundo as quais, o seu mandato tem alcançado êxito no nível de exigência da categoria.

– Aprendi no curso do mandato que você não é apenas fruto de uma decisão pessoal, você tem de ouvir os aliados e a categoria para definir seu futuro de representatividade – afirmou ele, lembrando que defende o revezamento.

Ele disse, contudo, que vai aguardar mais tempo à frente para tomada definitiva sobre possibilidade de candidatura.

Sobre o papel da OAB Nacional, ele disse que atende a expectativa brasileira a partir de posições tomadas pelo Conselho Federal se impondo nos Impeachment de Dilma e Temer e contra exageros da Lava Jato.

Notícias relacionadas