Paulino diz ter vergonha do MDB, declara 2º voto ao Senado e decreta fim da carreira política após eleições - WSCOM

menu

Política

25/09/2018


Paulino diz ter vergonha do MDB, declara 2º voto ao Senado e decreta fim da carreira política após eleições

Foto: autor desconhecido.

O candidato do Senado pelo MDB, Roberto Paulino, declarou em entrevista nesta terça-feira (25) ter vergonha do MDB Nacional. Roberto afirmou, no entanto, que o partido na Paraíba é diferente.

Ele criticou ainda o chamado ‘Centrão’ e cravou que, se eleito, não irá compactuar com a ação do grupo.

“Em Brasília, não quero acordo com o centrão, e se o meu partido me forçar a ser diferente, eu peço para me expulsarem. O MDB é quase igual, o da Paraíba que é diferente. Eu tenho vergonha”, disse à Arapuan Fm.

Paulino revelou que as eleições deste ano serão as últimas de sua carreira política e que fará um livro sobre o pleito deste ano, que segundo o mesmo teve um desenrolar singular.

“Vou encerrar minha vida política, nunca mais subo em palanque, não quero mais. Depois do segundo turno vou dizer por que. Vi de tudo nessa campanha, só não vi boi voar”, apontou.

O candidato ainda revelou seu segundo voto ao Senado. Já que o MDB apenas o tem como pleiteante ao Senado, Roberto irá acompanhar Nivaldo Mangueira, do PSOL, como segundo candidato.

“Nivaldo Mangueira, meu voto é dele. Achei um homem simpático, de boa índole, uma pessoa inteligente e tem um estilo humano. Me impressionou. Gostei muito da rural, que é vermelha e branca”, declarou.

Da Redação