Parreira começa a definir no treino deste sábado time para enfrentar Gana - WSCOM

menu

Mais Esporte

24/06/2006


Parreira começa a definir no

O técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, começa a definir no treino deste sábado, em Bergish Gladbach, a equipe para enfrentar Gana na terça-feira, em Dortmund, pelas oitavas-de-final da Copa do Mundo.

A principal dúvida do treinador é sobre o companheiro de Ronaldo no ataque: Adriano ou Robinho.

Depois de um dia de folga, concedido pela comissão técnica após a vitória sobre o Japão por 4-1 na quinta-feira, os jogadores voltam a campo neste sábado para um treino tático, no qual Parreira começará a definir o time para a próxima partida.

Das cinco alterações feitas contra o Japão, Robinho é quem tem mais chances de permanecer na equipe titular, já que melhora o rendimento da equipe sempre que está em campo.

Além disso, Kaká e Ronaldinho vêm afirmando publicamente que o ex-jogador do Santos facilita o trabalho em campo por dar mais movimentação ao time.

Com isso e com a boa partida de Ronaldo contra o Japão (marcou dois e igualou o recorde de Gerd Muller de 14 gols em Copas), Adriano, que marcara contra a Austrália, pode ser barrado do time titular.

O atacante da Inter de Milão, inclusive, deixou o Westfalenstadion, na quinta-feira, muito irritado por não ter entrado em campo.

Os laterais Cafu e Roberto Carlos certamente voltarão ao time apesar da boa partida de Cicinho e Gilberto (autor de um gol) contra o Japão.

O próprio Cicinho, ao voltar da folga na sexta-feira, disse aos jornalistas na porta do Castelo Lerbach, onde a seleção está concentrada, que não há razão para Cafu sair do time: “Cafu é o titular e tenho de respeitar”, afirmou.A outra dúvida de Parreira está no meio-campo.

O mais provável é que Émerson e Zé Roberto (melhor em campo contra a Austrália, segundo a Fifa) voltem ao time. No entanto, Gilberto Silva e Juninho tiveram grande atuação contra o Japão.

O meia do Lyon melhorou a produtividade da Seleção em dois fundamentos nos quais Parreira vinha mostrando preocupação: toque de bola no meio-campo e chutes de fora da área. “Não tenho pressa, posso definir o time até o dia 27”, disse Parreira após a partida contra o Japão.

Notícias relacionadas