Paraná vence Botafogo e entra na zona da Libertadores - WSCOM

menu

Mais Esporte

04/08/2005


Paraná vence Botafogo e entra

O Paraná, apontado como candidato ao rebaixamento no início deste Brasileiro, nunca disputou uma Libertadores na sua história. Mas se o campeonato nacional terminasse nesta rodada, o time estaria garantido na competição sul-americana. Na noite desta quarta-feira, em Curitiba, a equipe venceu o Botafogo por 2 a 0 e entrou na zona de classificação para o principal torneio do continente.

Com o resultado, o Paraná conquistou sua quarta vitória consecutiva neste Brasileiro e foi a 31 pontos, chegando à terceira posição. O time está invicto há cinco jogos, já que, antes desta partida, a equipe havia vencido Paysandu, Inter e Atlético-PR, além de ter empatado com o São Caetano.

Quem contribuiu para a vitória do Paraná foi o atacante Borges, que mais uma vez, deixou sua marca. Ele fez, de pênalti, o segundo gol da vitória e segue na artilharia do Brasileiro, agora com 11 gols. Róbson, do Paysandu, também marcou nesta quarta e tem o mesmo número.

Já o Botafogo ficou com os mesmos 28 pontos e permitiu que o adversário direto na luta pelas primeiras posições o ultrapassasse na tabela. Com isso, o Paraná “roubou” o lugar do Alvinegro na zona de classificação para a Libertadores. A equipe da Estrela Solitária saiu do G-4 e despencou para a sétima posição.

Além disso, o Botafogo acumulou sua segunda derrota consecutiva neste Brasileiro. O time veio de uma derrota por 2 a 0 no clássico contra o Flamengo, no último domingo, jogando de forma apática, e esperava vencer para buscar a reabilitação.

Um dos motivos para a derrota alvinegra foram os desfalques inesperados do volante Túlio, que nesta terça-feira acertou sua transferência para o futebol japonês, e do lateral-esquerdo Bill, que amanheceu nesta quarta com dores no púbis e teve que ser substituído às pressas pelo limitado Oziel. Além deles, o meia Caio, que não jogou porque teve uma indisposição estomacal, também fez falta no meio-de-campo.

Além disso, o Botafogo também encontrou muitas dificuldades para trocar passes e finalizar corretamente devido ao péssimo estado do gramado do estádio Pinheirão. Mais acostumado com o seu campo, o Paraná não teve tantos problemas nesse sentido.

Botafogo e Paraná voltam a campo neste fim de semana para a disputa da 18ª rodada do Brasileiro. Enquanto o time carioca recebe o Paysandu, no próximo sábado, no Rio, o paranaense enfrenta o Santos, no domingo, em Curitiba.

O jogo

O Paraná começou com tudo e abriu o placar logo aos 6min. Aderaldo recebeu na entrada da área e tocou em profundidade para André Dias. Ele dividiu com Max, que saiu para abafar, mas recuperou a bola e tocou para o fundo do gol vazio.

O gol acordou o Botafogo, que respondeu com perigo aos 8min. Glauber recebeu dentro da meia lua e chutou forte, mas o goleiro Flávio, no meio do gol, espalmou para fora.

Mas o Paraná era melhor e assuntou novamente aos 14min. Thiago Neves fez fila pela direita e tocou no meio da grande área para Borges. Ele fez o giro no meio de dois adversários e chutou rasteiro, mas a bola passou rente à trave esquerda de Max.

O Botafogo respondeu logo em seguida. César Prates cruzou da direita pelo alto e a zaga do Paraná afastou antes de a bola chegar a Guilherme, que estava cara a cara com o goleiro.

O time visitante passou a ter mais a posse de bola, mas errava demais no último passe. O Paraná era mais objetivo e deu outro susto aos 38min. André Dias recebeu cruzamento da esquerda e dividiu no alto com Max, mas conseguiu tocar na bola antes do goleiro, que saiu mal. A bola passou rente à trave esquerda.

A exemplo do que fez no início do jogo, o Paraná voltou com tudo para o segundo tempo e ampliou a vantagem. Aos 4min, Rafael Marques derrubou André Dias na grande área e o árbitro Wilson de Souza Mendonça marcou o pêanlti. Borges cobrou à meia altura no canto esquerdo de Max, que caiu para o canto certo, mas não alcançou.

O Botafogo não se abateu e chegou com perigo aos 10min. Jonilson chutou forte da meia direita e o goleiro Flavio caiu no canto direito para espalmar para fora. Mas o time não conseguiu reagir no restante do jogo e o placar ficou mesmo no 2 a 0 para o Paraná.

PARANÁ

Flávio; João Paulo, Marcos e Aderaldo; Neto, Beto (Mário César), Mussamba, Thiago Neves (Chiquinho) e Vicente; Borges e André Dias (Flávio Alex)

Técnico: Lori Sandri

BOTAFOGO

Max; Rafael Marques, Scheidt e Juninho (Ramon); César Prates, Jonilson, Juca, Glauber e Oziel; Alex Alves (Almir) e Guilherme (Reinaldo)

Técnico: Péricles Chamusca

Local: estádio Pinheirão, em Curitiba (PR)

Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (PE)

Assistentes: Erick Bandeira e Elan Vieira de Souza (ambos de PE)

Cartões amarelos: Scheidt (B), Mussamba (P), Guilherme (B), Jonilson (B), Rafael Marques (B),

Gols: André Dias, aos 6min do primeiro tempo; Borges, de pênalti, aos 5min do segundo tempo

Notícias relacionadas