Paraibanos seguem desaparecidos após desabamento no Rio de Janeiro e nº de mortos sobe para 10 - WSCOM

menu

Paraíba

15/04/2019


Paraibanos seguem desaparecidos após desabamento no Rio de Janeiro e nº de mortos sobe para 10

Os prédios desabaram na manhã da última sexta-feira (12), e a morte de dez pessoas já foram confirmadas, incluindo a do pastor paraibano Cláudio Rodrigues.

As buscas nos escombros de dois prédios que desabaram na comunidade da Muzema, no Itanhangá, Zona Oeste do Rio, entraram no quarto dia na manhã desta segunda-feira (15). Seis paraibanos seguem desaparecidos. 

 

Os prédios desabaram na manhã da última sexta-feira (12), e a morte de dez pessoas já foram confirmadas, incluindo a do pastor paraibano Cláudio Rodrigues.

 

A esposa de Cláudio, Adilma Rodrigues foi encontrada na sexta, e segue internada em estado grave. Já a filha do casal, Clara Rodrigues, que também foi resgatada, quebrou a perna e o estado de saúde é considerado.

 

Os desaparecidos são Ana Flávia Pereira e seu filho; Jeferson Trajano, a esposa dele Carla,de 30 anos e os dois filhos do casal, um de seis anos e outro de quatro anos.

 

BUSCAS 

 

No fim da noite de domingo (14), os militares encontraram o corpo de Maria Abreu, mãe de Érica, que deu entrevista no dia do desabamento. Os vizinhos contaram terem ouvido os gritos da vítima sob os escombros no dia da tragédia. A família confirmou a identificação.

 

O trabalho de busca é feito com a ajuda de cães farejadores e também com as informações dadas pelos moradores da área.

 

Os bombeiros deverão trabalhar sob chuva. De acordo com o Centro de Operações Rio, a cidade continuará com tempo chuvoso.

 

Ventos em altos níveis da atmosfera em conjunto com o transporte de umidade do oceano para o continente manterão o tempo instável na cidade hoje. O céu ficará predominantemente nublado, com chuva fraca a moderada isolada no período da manhã e pancadas de chuva isoladas a partir da tarde.

 

A 16ª DP (Barra da Tijuca) investiga as causas do desabamento e tenta identificar os responsáveis pela construção. As vítimas deverão ser ouvidas pelos policiais, mas apenas quando estiverem em condições de prestar depoimento.

 

LEIA MAIS: Família de paraibanos está desparecida após desabamento de prédios no RJ

 

Da Redação com informações Globo.com 
Portal WSCOM