Paraíba pode ter “apagão” nos combustíveis no feriadão - WSCOM

menu

Paraíba

20/04/2011


PB pode ter “apagão” nos combustíveis

parado

Foto: autor desconhecido.

Pode faltar combustível nas bombas dos postos da Capital e em toda a Paraíba. O risco de “apagão” existe e muitos empresários já estão preocupados com o problema, inclusive divulgado esta semana pela Petrobras. O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Derivados de Petróleo no Estado da Paraíba (Sindipetro-PB) recebeu informações sobre um possível desabastecimento neste feriadão.

 

A entidade representativa dos interesses do segmento de revenda de combustíveis tem contatado alguns donos de postos sobre o assunto, e muitos deles têm se queixado de baixa no estoque de etanol. A mesma preocupação também atinge a gasolina.

 

A crise é nacional e a Petrobras já sinaliza que pode faltar gasolina em alguns postos do país. O problema é a falta de etanol anidro, que é misturado à gasolina.

 

O etanol anidro é misturado no percentual de 25% à gasolina A, formando assim a gasolina C, a qual é vendida nas bombas. De acordo com cálculos da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis (Fecombustiveis), a alta no álcool anidro eleva em 3,5% o custo da gasolina vendida nos postos, ou quase oito centavos por litro, na média Brasil, considerando apenas a variação no preço do etanol.

 

Na Paraíba, onde a tributação do ICMS ocorre por Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), pode haver ainda elevação na tributação. Isso porque a base de cálculo do imposto é determinada segundo uma média de preços do mercado. Como os preços estão aumentando, sobe a base de cálculo e, por tabela, também o imposto cobrado. “O Estado, através da secretaria da Receita, revisou sua pauta e elevou para cima essa tributação, tanto que a incidência do imposto está tomando por base o valor de R$ 2,6522.

Notícias relacionadas