Pais de estudante assassinado em 2004 no Parque do Povo são escolhidos para diri - WSCOM

menu

Paraíba

22/08/2005


Pais de estudante assassinado em

Os filiados à Associação Campinense de Apoio às Vítimas da Violência – ACAV, fundada em junho passado, aprovaram neste final de semana, o estatuto da entidade. A professora Rosa Amélia e o jornalista Anselmo Guimarães, pais do universitário Leonardo Vitorino Guimarães, assassinado em 2004 no Maior São João do Mundo, foram indicados por aclamação presidente e vice, respectivamente. O documento agora segue para o registro cartorial, para que a organização exista de direito.

Como primeiro e segundo secretários, a escolha recaiu sobre os nomes do líder comunitário Antônio Pereira da Silva e da professora Maria do Socorro Figueiredo Irineu, enquanto para a tesouraria foram indicados o professor Manoel Pereira Cordão e o bibliotecário José Roberto da Silva.

Idealizada por Anselmo Guimarães e Rosa Amélia, a ACAV tem, entre outros objetivos, unir pessoas, grupos e instituições interessados na superação da violência, visando à promoção da solidariedade e da construção de uma cultura da paz, por um mundo melhor.

Segundo os coordenadores, para fazer parte da ACAV não significa, necessariamente, ser vítima da violência, “mas qualquer pessoa ou entidade que se interessar por esses propósitos”, afirmou Anselmo. Informações pelos fones 3335-2248 ou 9312-1679.

Notícias relacionadas