Ouvidoria: Maternidade Frei Damião implanta instrumento de avaliação de satisfação dos usuários - WSCOM

menu

Saúde

22/02/2019


Ouvidoria: Maternidade Frei Damião implanta instrumento de avaliação de satisfação dos usuários

Foto: autor desconhecido.

Com o objetivo de fortalecer o serviço e proporcionar uma melhor avaliação do nível de satisfação por parte dos usuários, a Maternidade Frei Damião (MFD), que compõe a rede estadual de saúde, implantou no início deste mês um instrumento voltado especificamente para a avaliação do serviço por parte do usuário – a ouvidoria.

A ouvidoria é um instrumento democrático que possibilita a participação direta da sociedade de forma interativa, o que contribui para a construção de um serviço mais eficaz e eficiente, além da avaliação contínua da qualidade das ações e dos serviços prestados, na qual são expostas as críticas e também as sugestões, servindo como um termômetro para verificar as necessidades e interesses da sociedade, proporcionando melhorias e ajustes futuros.

O instrumento no modelo de questionário, por meio do qual o usuário poderá fazer críticas e sugestões, é distribuído por toda a instituição, além de serem realizadas visitas por parte da equipe de ouvidoria nos leitos da unidade de saúde, para ouvir a opinião da população sobre o serviço, sendo resguardado o anonimato do usuário ou acompanhante.

De acordo com a diretora da maternidade, Selda Gomes “o instrumento será de grande valia, pois vai proporcionar a ampliação da participação dos usuários na construção da unidade de saúde, subsidiar a gestão na tomada de decisões e na formulação de políticas de melhorias, além de fortalecer o serviço em toda a sua estrutura, o que possibilitará uma maior interação de toda a equipe no atendimento ofertado”, defendeu.

Para o coordenador da ouvidoria da Frei Damião, Eduardo Coelho Mulatinho, “o instrumento tem sido bem aceito pelos usuários e acompanhantes que procuram a instituição, por meio do qual ficam por dentro dos direitos assegurados pela unidade de saúde, além de possibilitar o conhecimento por parte da unidade de saúde em relação às necessidades dos usuários e a busca contínua por soluções que garantam um atendimento humanizado e de qualidade para a sociedade”, explicou

Referência – A Maternidade Frei Damião existe há 32 anos. Fundada em 26 de outubro de 1.986 é referência para os 223 municípios paraibanos e ainda atende cidades pertencentes a estados vizinhos, a exemplo, do Rio Grande do Norte e Pernambuco.

Locais pactuados para o atendimento na unidade de saúde

Em João Pessoa, são os bairros de Cruz das Armas, Oitizeiro, Bairro das Indústrias, Distrito Industrial, Bairro dos Novais, Costa e Silva, Gauchinha, Funcionários I, Jardim Planalto, Jardim Veneza e Vieira Diniz.

Além disso, estão pactuados os municípios das 2ª, 12ª e 14ª gerências regionais de saúde, entre eles Araruna, Bananeiras, Belém de Caiçara, Borborema, Mulungu, Piloezinho, Pirpirituba, Serraria e Tacima, Salgado de São Félix, Mogeiro, Itabaiana, Caldas Brandão, Baía da Traição, Curral de Cima, Mamanguape e Pedro Régis.

Estrutura – A unidade de saúde conta com 60 leitos, entre eles 36 obstétricos, distribuídos em nove enfermarias, seis de Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (Utin), cinco de Unidade de Cuidados Intermediários Convencional (UCINCo), quatro de Unidade de Cuidados Intermediários Canguru (Ucinca) e seis de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI materna).

Balanço: A unidade de saúde realiza uma média de 1.500 atendimentos, além de 330 partos mensalmente