OUÇA: Ricardo ressalta trabalho da PM e critica "oportunistas", após ataque ao PB1 - WSCOM

menu

Política

10/09/2018


OUÇA: Ricardo ressalta trabalho da PM e critica “oportunistas”, após ataque ao PB1

Foto: autor desconhecido.

Após a Prefeitura de João Pessoa divulgar uma nota nesta segunda-feira (10), onde escolas, creches e USF’s estariam sendo fechadas em virtude ao ataque à Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes – PB1, em Jacarapé, o governador Ricardo Coutinho fez duras críticas, citando que a Polícia já está com o controle da situação e que a proliferação da informação é de cunho ‘oportunista’.

Leia também: Em nota, PMJP divulga que escola, creches e USF’s serão fechadas na capital; confira

“Fora, é claro, que alguns oportunismos, ou até algumas proliferações de coisas que não ocorreram, não houve nada com a UPA, como está sendo explorado nas mídias e em nota da Prefeitura, não houve nada. Quem foi na UPA foram agentes do próprio Estado descaracterizado porque estava todo mundo na rua. Não houve nada com Acadepol, a não ser pela proteção porque nós tivemos a informação que indivíduos estavam se aproximando e a polícia foi lá. A polícia está trabalhando, isso demostra que tem muita gente do crime organizado tem sido preso pela Polícia da Paraíba ao longo desses anos”, destacou Ricardo.

Ainda segundo o governador, mesmo sendo uma situação atípica, onde ninguém espera esse tipo de ataque, tudo está sob controle. “Todo esse ataque é fora do comum, nenhuma organização esperaria, mas a Polícia já está no controle da situação”, citou Ricardo.

Segundo informações do próprio governador, 41 dos 105 detentos que fugiram já foram recapturados.

Da Redação