Operação prende suspeitos de envolvimento na morte de integrantes do MST em acampamento na Paraíba - WSCOM

menu

Policial

17/05/2019


Operação prende suspeitos de envolvimento na morte de integrantes do MST em acampamento na Paraíba

Crimes foram registrados no acampamento Dom José Maria Pires, em fazenda na cidade de Alhandra na noite de sábado (8).

Foto: DR

A Polícia Civil deflagrou a Operação Ampulheta nesta sexta-feira (17), em Alhandra e João Pessoa. Dois homens e uma mulher foram presos suspeitos de terem participado do assassinato dos dois integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra na Paraíba (MST-PB), em dezembro de 2018, no assentamento Dom José Maria Pires.

 

As prisões ocorreram por força de mandados de prisão, na Avenida Cabo Branco e no bairro José Américo, em João Pessoa, e em Alhandra, no mesmo acampamento onde o crime aconteceu. A operação da Polícia Civil de Alhandra contou com o apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE). Outro mandados de prisão está em andamento.

 

RELEMBRE: 

 

José Bernardo da Silva, conhecido como Orlando, e Rodrigo Celestino, foram mortos por homens encapuzados e armados, de acordo com informações do MST, no acampamento Dom José Maria Pires, em Alhandra, na Região Metropolitana de João Pessoa. O crime aconteceu no dia 8 de dezembro de 2018.

 

 

LEIA MAIS: Cláudio Lima descarta PF no assassinato de membros do MST e diz que polícia da PB tem condições de elucidar caso

 

 

Da Redação
Portal WSCOM