Oficial: Vadão retorna ao comando da seleção feminina - WSCOM

menu

Mais Esporte

25/09/2017


Vadão volta a treinar Brasil feminino

Foto: autor desconhecido.

 

Vadão está oficialmente de volta. Conforme informação antecipada pelo GloboEsporte.com, o técnico assume novamente a seleção brasileira feminina depois de deixar o cargo em novembro de 2016. O treinador foi confirmado pela CBF e ocupará a vaga de Emily, demitida na última sexta-feira pelo presidente da entidade, Marco Polo del Nero. A saída foi conturbada. Uma reunião ainda na Austrália, onde o Brasil participou de dois amistosos – perdeu por 2 a 1 e 3 a 2 -, entre jogadoras e o diretor da modalidade Marco Aurélio Cunha tentava impedir que a comandante fosse retirada do cargo, mas o pedido não foi suficiente para mantê-la.

O novo comandante retorna depois de uma passagem pelo Guarani, de onde saiu em agosto. Antiga comandante, Emily deixou o cargo com sete vitórias, um empate, e cinco derrotas. Conquistou o Torneio Internacional de Manaus, em dezembro de 2016, diante da Itália. Depois, venceu Bolívia (6 a 0), Espanha (2 a 1), Islândia (1 a 0). Perdeu para Alemanha (3 a 1), Estados Unidos (4 a 3), Austrália (6 a 1, 2 a 1, 3 a 2). Ainda empatou com o Japão em 1 a 1.

Vadão encerrou sua primeira passagem pela seleção em novembro do ano passado depois de dois anos. Esteve presente na Copa do Mundo do Canadá, em 2015 – o Brasil foi eliminado pela Austrália nas oitavas de final -, e também nos Jogos Olímpicos do Rio, onde a equipe deixou a competição diante da Suécia nas semifinais no torneio de futebol. Ele retorna com a missão de disputar a Copa América, em abril, para classificar o grupo para a disputa novamente do Mundial, que ocorrerá na França em 2019, e para a Olimpíada, em 2020, no Japão. Em 2017, a China anunciou um torneio amistoso com o Brasil presente em outubro (nos dias 19, 21 e 24) também com participações de México e Coreia do Norte.
 

Notícias relacionadas