'Novas regras eleitorais exageram e prejudicam políticos que têm obras', avalia - WSCOM

menu

Política

19/08/2005


'Novas regras eleitorais exageram e

As novas regras eleitorais aprovadas, ontem, no Senado Federal já repercutem atraindo, entre os comentários, críticas de especialistas. O marqueteiro e publicitário Carlos Roberto Alves de Oliveira acha que as medidas exageram quando impedem no horário eleitoral a exposição de obras dos administradores, bem como só permite veiculação de resultados de pesquisas até 15 antes do pleito.

– Ainda precisam passar pelo crivo da Câmara Federal, mesmo assim acredito que as novas regras geram nova disciplina, entretanto, alguns pontos já podem ser questionados, como é o caso de impedimento do uso de imagem externa pelos administradores que executaram obras – observou.

Segundo ele, “o impedimento prejudica quem trabalha e favorece quem não dispõe dessa condição” – observou ele, adiantando que existem outros aspectos alvo de questionamento.

– É o caso do prazo para divulgação de resultado de pesquisas obrigando que só se faça até quinze dias antes do pleito – comentou. Para Carlos Roberto, “ao invés de ampliar o rigor no processo técnico-científico das pesquisas acabou gerando um impedimento que não se aplica em sociedades bem resolvidas”.

Ainda sobre o aspecto da imagem, o especialista entende que “os novos nomes, sem visibilidade no debate politico, também saem em desvantagem porque vão chegar ao vídeo sem nenhuma referência consolidada”.

Carlos Roberto avalia que há aspectos positivos nas novas regras em quesitos como o impedimento de camisetas e similiares, assim como o uso de imagens de artistas pelos candidatos ou campanhas criando clima artificial de apoio onde em muitos casos inexistem gerando falsa condição para os eleitores/telespectadores.

Notícias relacionadas