Nova Zelândia enfrenta Brasil com "dever cumprido" - WSCOM

menu

Mais Esporte

04/06/2006


Nova Zelândia enfrenta Brasil com

A equipe da Nova Zelândia entra em campo neste domingo contra o Brasil com o dever cumprido. Depois de três jogos em solo europeu (derrota de 2 a 0 para a Hungria; vitória de 3 x 1 contra a Geórgia e empate em 1 a 1 contra a Estônia), a seleção da Oceania não teme o resultado contra a Seleção Brasileira, no estádio de Genebra. “Atendemos a expectativa nessas três partidas. Esses jogos foram o nosso pão com manteiga. O Brasil é a sobremesa, com creme”, avalia o capitão da equipe, o zagueiro Danny Hay. Segundo ele, “é preciso entender que o Brasil pode matar qualquer adversário a qualquer momento. Realisticamente será muito difícil para o nosso time”.”Penso que se nós pudermos mostrar um pouco de paixão e de orgulho e manter a cabeça em ordem durante a partida conseguiremos um bom resultado. Temos de fazer o nosso jogo, com calma”, afirma Hay.

A Nova Zelândia já disputou uma Copa e até enfrentou o Brasil (na Espanha, em 1982). Ricki Herbert, o técnico deste time atual, estava em campo naquele jogo, no Benito Villamárin, em Sevilha, quando o Brasil venceu por 4 a 0.

Rick Hebert já confirmou o time que começa a partida contra o Brasil: Glen Moss, Noah Hickey, Danny Hay (capitão), Steven Old, Kris Bouckenooghe, David Mulligan, Jeremy Christie, Ivan Vicelich, Leo Bertos, Vaughan Coveny, Chris Killen. Para o banco de reservas ele dispõe de Ross Nicholson, Che Bunce, Michael Wilson, Jarrod Smith, Raf De Gregorio, Adrian Webster, Chris James, Tim Brown, Jeremy Brockie e Andrew Barron.

Notícias relacionadas