No sufoco, Palmeiras vence e mantém Leão invicto - WSCOM

menu

Mais Esporte

07/08/2005


No sufoco, Palmeiras vence e

O Palmeiras permanece invicto sob o comando de Emerson Leão no Campeonato Brasileiro. Nesta tarde de domingo, o time de São Paulo venceu o Juventude por 2 a 1, no estádio Alfredo Jaconi, e atingiu pela primeira vez na temporada a marca de seis partidas sem perder. Além disso, os paulistas quebram uma série de três empates consecutivos.

Mesmo chegando aos 25 pontos, o clube do Parque Antarctica não consegue subir na tabela de classificação e permanece em 13º lugar. Já os gaúchos permanecem com 26 e sem vencer com Sebastião Lazaroni que, na estréia, empatou por 1 a 1 com o São Caetano.

Apesar de ainda não perder com Leão, o Palmeiras vinha de um momento turbulento no Nacional. Depois de vencer Figueirense e Atlético-MG, o clube acumulou três empates, contra Flamengo, Atlético-PR e São Paulo, o que o impediu de se aproximar das primeiras colocações.

O triunfo em Caxias do Sul, aliás, ainda não coloca o time na zona de classificação para a Copa Sul-Americana. O Fortaleza, adversário direto na disputa, derrotou o Flamengo, no Ceará, e foi a 27 pontos, roubando o posto que era ocupado pelo Juventude.

A troca da comissão técnica permitiu que o Palmeiras chegasse também a sua maior série invicta na temporada- seis jogos. A marca anterior foi obtida entre os dias 24 de fevereiro e 10 de março, quando o clube se manteve invicto por cinco partidas (três pelo Paulistão e duas pela Copa Libertadores).

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira para enfrentar a Ponte Preta, às 20h30, no Parque Antarctica. O Juventude atua apenas na quinta-feira, quando visita o Goiás, às 20h30, no Serra Dourada.

O jogo

Com a baixa qualidade do gramado do estádio Alfredo Jaconi, os times abusaram dos erros de passes no início da partida e praticamente não criaram boas oportunidades de gols. A primeira vez que um dos goleiro trabalhou foi aos 18min, quando Zé Carlos arriscou de longe e Sérgio espalmou para escanteio.

Sem criatividade no meio-campo, o Palmeiras respondeu em uma rápida jogada aos 22min. Marcinho recebeu passe livre na direita, invadiu a área, mas chutou mal e mandou a bola à esquerda da meta de Doni. Três minutos depois, o gol paulista. Gioino recebeu de Warley na área e chutou cruzado, acertando o canto direito.

A vantagem no placar fez o Juventude se arriscar mais no ataque. Dessa forma, os paulistas ganharam mais espaço para surpreender e quase ampliaram aos 33min. Marcinho aproveitou cruzamento na área e, de voleio, bateu forte para boa defesa de Doni.

Bastante desorganizado em campo, o Juventude teve sua melhor oportunidade apenas aos 41min. Após jogada confusa na área, a bola sobrou para o zagueiro Daniel bater cruzado e à direita do gol de Sérgio.

Na volta do intervalo, o Juventude perdeu logo a 1min o zagueiro Camazzola, expulso dar um carrinho em Marcinho. Apesar disso, o time quase empatou aos 4min. Após escanteio, Antônio Carlos cabeceou e Sérgio espalmou. No rebote, Enílton, na pequena área e sem goleiro, chutou e acertou o travessão.

Aos 14min, o avante teve outra oportunidade para empatar. Depois de jogada confusa na área, Enílton ficou com a bola e chutou. Sem goleiro, o zagueiro Gamarra cortou sobre a linha e mandou pela linha de fundo.

Com a pressão adversária, o técnico Emerson Leão optou por fechar o time e colocou o volante Alceu no lugar de Warley. A mudança, porém, não melhorou a qualidade da marcação e o time local continuou melhor e chegou ao empate aos 33min. Zé Carlos arriscou de fora da área e acertou o canto esquerdo alto de Sérgio.

Depois do gol, o Palmeiras voltou a atacar. Aos 35min, a defesa do Juventude falhou na marcação e Washington apareceu livre na área para cabecear e obrigar Doni a fazer grande defesa.

Aos 47min, Washington aproveitou cruzamento para a área e desviou de cabeça para fazer o segundo gol.

JUVENTUDE

Doni; Camazzola, Antônio Carlos e Daniel; Jardel, Bruno Lança, Juliano, Caíco e Daniel Lins (Jaílson); Zé Carlos (Leandro Moreno) e Enílton (Túlio)

Técnico: Sebastião Lazaroni

PALMEIRAS

Sérgio; Correa, Leonardo Silva, Gamarra e Fabiano; Marcinho Guerreiro, Roger, Marcinho e Juninho (Washington); Warley (Alceu) e Gioino (Leonardo)

Técnico: Emerson Leão

Local: estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)

Árbitro: Márcio Rezende de Freitas (SC)

Auxiliares: Claudemir Maffessoni (SC) e Vayran da Silva Rosa (SC)

Cartões amarelos: Fabiano (P), Antônio Carlos (J), Caíco (J), Alceu (P), Leonardo Silva (P) e Bruno Lança (J)

Cartão vermelho: Camazzola (J), Leonardo (P) e Antônio Carlos (J)

Gols: Gioino, aos 25min do primeiro tempo; Zé Carlos, aos 33min, e Washington, aos 47min do segundo tempo

Notícias relacionadas