No retorno à Vila, Santos vence Atlético-GO e garante vaga na Copa do Brasil - WSCOM

menu

Futebol

12/04/2019


No retorno à Vila, Santos vence Atlético-GO e garante vaga na Copa do Brasil

Peixe conseguiu reverter o resultado negativo no jogo de ida e bateu o Dragão por 3 a 0, avançando à quarta fase da Copa do Brasil com gols de Sánchez, duas vezes, e Rodrygo

Foto: autor desconhecido.

Lar doce lar! Na volta à Vila Belmiro depois de quase três meses sem jogar no estádio, o Santos venceu o Atlético-GO, por 3 a 0, na noite desta quarta-feira. Carlos Sánchez, duas vezes, e Rodrygo fizeram os gols da partida válida pela terceira fase da Copa do Brasil. O resultado evitou uma nova eliminação santista na temporada, depois do time dar adeus no Paulista e na Sul-Americana. No jogo de, o Dragão havia vencido por 1 a 0.

O Peixe conhecerá o adversário da quarta fase da competição na próxima sexta, às 11h, quando a CBF realiza o sorteio dos confrontos. Os jogos serão disputados nos dias 17 e 24 de abril.

 

Fator casa


No segundo jogo do Peixe na Vila Belmiro em 2019, o time de Jorge Sampaoli entrou em campo determinado a tirar vantagem do fator casa para reverter o resultado negativo no jogo de ida. A partida começou acelerada com o Santos pressionando o Atlético-GO. Rodrygo foi bem na criação pela direita e Jean Mota deu opções pelo outro lado. Aos 20, Derlis pediu pênalti depois de receber na área e ser derrubado, mas o árbitro mandou seguir. O Dragão, do outro lado, procurava marcar bem e inibir o início das jogadas adversárias.


Enfim, o gol


O Santos rondava a área de um bem fechado Atlético-GO, mas tinha dificuldade para acertar o último passe e a pontaria. O time praiano massacrou o Rubro-Negro, mas a bola teimava em não entrar. Destaque para Kozlinski, que salvava o time com belas defesas, evitando que e Carlos Sánchez e Soteldo abrissem o placar. E depois de tanto inisistir, o gol saiu dos pés do inspirado uruguaio, melhor jogador em campo. Aos 44, Jean Mota fez lindo lançamento e Sánchez passou por trás do zagueiro para só desviar do goleiro. Antes, Éverson havia salvado o Peixe evitando a conclusão de um ótimo contra-ataque do Atlético, com chute de Pedro Raul.


Melhor começo possível

Ainda precisando de mais um gol para não levar a decisão da vaga para os pênaltis, o Santos veio com tudo para cima do Atlético na volta do intervalo. E o começo da segunda etapa não poderia ter sido melhor para o Peixe. Jean Mota fez mais uma assistência na medida, dessa vez para Rodrygo, que concluiu com categoria para ampliar.

Tranquilidade e classificação

Logo após o gol, o time de Wagner Lopes respondeu com uma bola na trave de Matheuzinho e em contra-ataque puxado por Gilsinho que terminou com chute para fora de Pedro Bambu, mas foi só. Mais tranquilo, o Santos administrou a vantagem, trocando passes no meio-campo, sem ser ameaçado e buscano o gol em ritmo menos intenso. A boa atuação coletiva foi premiada com mais um gol de Carlos Sánchez, aos 39. Soteldo recebeu na grande área e achou o uruguaio livre pegar de primeira e selar a vitória e a classificação. Nos acréscimos, Cueva que acabara de entrar, conseguiu ofuscar a festa ao receber um cartão vermelho direto por dar um pisão em Pedro Bambu.


Por LanceNet