Neymar se destaca nas estatísticas da fase de grupos da Copa do Mundo - WSCOM

menu

Futebol

29/06/2018


Neymar se destaca nas estatísticas da fase de grupos da Copa do Mundo

Camisa 10 do Brasil foi o jogador que mais driblou e finalizou nas primeiras partidas do Mundial; também foi principal 'alvo' da marcação, com 17 faltas sofridas

Moscow (Russian Federation), 27/06/2018.- Neymar of Brazil at the end of the FIFA World Cup 2018 group E preliminary round soccer match between Serbia and Brazil in Moscow, Russia, 27 June 2018. Brazil won 2-0. (RESTRICTIONS APPLY: Editorial Use Only, not used in association with any commercial entity - Images must not be used in any form of alert service or push service of any kind including via mobile alert services, downloads to mobile devices or MMS messaging - Images must appear as still images and must not emulate match action video footage - No alteration is made to, and no text or image is superimposed over, any published image which: (a) intentionally obscures or removes a sponsor identification image; or (b) adds or overlays the commercial identification of any third party which is not officially associated with the FIFA World Cup) (Mundial de Fútbol, Brasil, Moscú, Rusia) EFE/EPA/MAHMOUD KHALED EDITORIAL USE ONLY

Com média de 5,7 faltas sofridas nos três jogos da primeira fase do Mundial na Rússia, a principal estrela da seleção brasileira, Neymar, fecha esta etapa da Copa do Mundo como o principal “alvo” dos marcadores adversários. Foram 17 faltas sofridas nos duelos contra Suíça, Costa Rica e Sérvia.

De todas as faltas sofridas pelos jogadores brasileiros, quase 40% delas foram no camisa 10, que anotou um gol até agora – o que fechou o placar do Brasil na vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica, pela 2.ª rodada.

Tentativas também não faltaram ao craque. Foram 16 finalizações por parte de Neymar, mais que o português Cristiano Ronaldo (15) e o argentino Lionel Messi (12), principais “concorrentes” do brasileiro que busca ser reconhecido como o melhor jogador do mundo.

Neymar ainda se destaca na quantidade de dribles. Com 14, fez o dobro que o sul-coreano Son, segundo que mais “ousou” e tentou mostrar as habilidades para cima dos adversários. Gabriel Jesus também aparece na lista dos que mais driblaram na fase de grupos da Copa, com seis tentativas em três jogos.

Estadão

Notícias relacionadas