Neymar faz de falta e de pênalti, abraça Cavani e PSG goleia o Bordeaux - WSCOM

menu

Mais Esporte

30/09/2017


Neymar faz dois em goleada do PSG

NO FRANCÊS

Foto: autor desconhecido.

A paz parece selada no PSG e, ao que tudo indica, com Neymar como cobrador oficial das bolas paradas. O brasileiro marcou de falta e de pênalti neste sábado, deu abraços apertados em Cavani nas comemorações e comandou a goleada por 6 a 2 para cima do Bordeaux.

Com todos os seus craques em campo, o PSG precisou de apenas dois minutos – e de uma cobrança de falta genial – para abrir o placar. Ainda da intermediária, longe do gol, Neymar acertou um chute com perfeição e cheio de efeito para colocar a bola no ângulo do goleiro Costill, que só olhou a bola estufar as redes.

Depois, aos 10 minutos, ele mostrou que não tem problemas em deixar Cavani na cara do gol. Primeiro ele fez um corta-luz para bola chegar em Mbappé, que devolveu de letra. O brasileiro viu então o uruguaio entrando sozinho na área e colocou a bola com perfeição para o centroavante deslocar o goleiro.

Na comemoração, o primeiro grande abraço dos dois no dia.

Aos 20, Mbappé até engrossou e furou feio. Mas deu certo! A bola sobrou para Meunier pegar de primeira e marcar o terceiro.
Dois gols, assistência e domínio de letra; veja os melhores momentos de Neymar na goleada do PSG

O Bordeaux até ameaçou uma reação aos 30, com uma boa jogada que acabou com um passe de De Preville para Sankharé só ter o trabalho de empurrar para o gol vazio.

Mas foi só isso!

Dez minutos depois, o juiz viu toque no braço de Otávio e marcou o pênalti. A tensão ficou no ar para ver quem bateria, mas Cavani nem chegou perto da bola. Neymar ajeitou e deslocou o goleiro para marcar o quarto. Depois, correu logo para abraçar o uruguaio.
Francês: melhores momentos de PSG 6 x 2 Bordeaux

Ainda no primeiro tempo, veio o quinto. Após linda troca de passes que começou com roubada de passe de Draxler na defesa, Mbappé cruzou na área para o próprio alemão pegar de primeira e marcar outro golaço.

Foi a primeira vez na história do PSG que o time marcou cinco gols logo no primeiro tempo e a primeira vez no Campeonato Francês desde 2006, quando o Lyon fez cinco no Le Mans.

O sexto veio aos 11 do segundo tempo. E foi de quem ainda faltava marcar. Na inversão de papéis, Draxler deixou Mbappé livre nas costas da zaga, e o jovem atacante só deslocou o goleiro para também deixar a sua marca.

No fim, ainda deu tempo do ex-corintiano Malcom diminuir o prejuízo do Bordeaux, aproveitando um pênalti sofrido pelo ex-são paulino Jonathan Cafu.

Com o triunfo, o PSG aproveita o tropeço do Monaco e volta a abrir três pontos na liderança do Campeonato Francês (22 a 19).

E engana-se quem pensa que o Bordeaux era presa fácil. O time é o atual terceiro colocado, com 15 pontos ganhos.

Com os jogos de seleção, o PSG volta a campo só no dia 14 de outubro para visitar o Dijon. No dia seguinte, o Bordeaux recebe o Nantes.
 

Notícias relacionadas