Neymar e Cavani minimizam jogo 'pegado' em vitória do Brasil - WSCOM

menu

Futebol

17/11/2018


Neymar e Cavani minimizam jogo ‘pegado’ em vitória do Brasil

Foto: autor desconhecido.

Companheiros de time no Paris Saint-Germain, Neymar e Edinson Cavani minimizaram qualquer tensão entre os dois jogadores no amistoso entre Brasil e Uruguai, na sexta-feira (16). A vitória brasileira por 1 a 0 foi marcada por um momento tenso nos minutos finais, quando o uruguaio fez falta sobre o atacante da seleção.

Aos 40 minutos do segundo, Cavani derrubou Neymar numa falta na lateral esquerda do ataque brasileiro. O atacante da seleção demonstrou muita dor, mas logo voltou ao jogo. Mas, quando Cavani tentou ajudá-lo a levantar, o brasileiro reclamou e os dois trocaram breves palavras, de rosto fechado.

“Foi bem pegado [o jogo], mas aqui fora é na amizade. Brincamos um com o outro bastante, principalmente eu e o [Luis] Suárez, mas de uma maneira sadia. A gente sempre tenta vencer. Sempre quer ganhar de um amigo. Eu falei isso para ele. A gente sabia que ia enfrentar uma grande equipe. Fico satisfeito, feliz com a vitória”, disse Neymar.

Cavani também reconheceu a temperatura elevada do amistoso, mas negou qualquer rusga co Neymar ao fim do jogo. “Quando duas seleções sul-americanas se enfrentam é sempre muito intenso. Creio que foi uma partida bonita. É sempre muito bonito jogar com grandes seleções como o Brasil, que tem jogadores como Neymar e outros grandes que formam essa seleção”, declarou o uruguaio.

“Jogar com uma seleção com bastante história é algo muito lindo, por isso não gostamos de perder. Não há amistoso que levamos como amistoso. Dentro de campo às vezes as coisas ficam quente, mas depois termina e fora é só tranquilidade.”

Mas ele admitiu incômodo com o pênalti marcado sobre o lateral Danilo no segundo tempo. A penalidade, que decidiu o placar do amistoso, gerou muita reclamação por parte do time uruguaio. “No final reclamamos um pouco por conta da jogada do gol, mas são coisas que acontecem no futebol”, comentou Cavani.

Neymar e Cavani entraram em atrito no PSG assim que o brasileiro chegou ao clube francês, no ano passado. Havia disputa interna sobre quem teria prioridade para cobrar faltas e pênaltis. Mas as divergências logo foram superadas e, nos últimos meses, a dupla vem demonstrando bom entrosamento dentro de campo. Com informações do Estadão Conteúdo.