Ney lança livros na Academia Paraibana de Letras e destina arrecadação para Hospital Napoleão Laureano - WSCOM

menu

Entretenimento

20/12/2018


Ney lança livros na Academia Paraibana de Letras e destina arrecadação para Hospital Napoleão Laureano

O lançamento ocorreu entre familiares, amigos, além de diversas autoridades

Imagem divulgação / Divulgação do livro

O ex-Senador Ney Suassuna (PRB) lançou na noite desta quarta-feira (19) dois livros na Academia Paraibana de Letras – APL, em João Pessoa: “Mofando na Gaveta” e “Continuam na Gaveta”. O lançamento ocorreu em noite festiva, com a presença da esposa de Ney, Raquel Suassuna, demais familiares e amigos, além de diversas autoridades.

“Vim à Paraíba para receber o diploma da Justiça Eleitoral e resolvi fazer este lançamento na casa própria, que é a Academia Paraibana de Letras, que está muito bonita, por sinal. Isto não é só uma academia, é uma academia-museu, que está linda e eu estou muito feliz de estar aqui”, declarou Ney, no início da solenidade.

Os livros tratam de problemas nacionais que afetam o Brasil na atualidade e que Ney já discutia e sugeria soluções, desde a época em que exercia mandato no Senado. Durante o lançamento, ele autografou as obras e anunciou a destinação do dinheiro arrecadado com a venda dos exemplares para o Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa.

A apresentação dos livros foi feita pelo presidente da APL, Damião Ramos Cavalcanti, que exaltou as qualidades do autor e das obras, destacando sua importância para o debate no contexto político atual. Ao falar aos presentes, Ney citou temas expostos nos dois livros, que eram alertados por ele na década de 90 e que, ainda hoje, continuam atuais.

“Hoje nós estamos trazendo aqui dois livros de uma série de três. Nos anos que passei como Senador e que levantei problemas da República eu disse, por exemplo, que o MST estava sendo criado. É um assunto sério, que o governo já deveria ter resolvido. Eu não sou contra a divisão de terras, pelo contrário. Mas não pode ser quebrando a lei. E isto foi em 1995. Na página 121 deste livro eu digo exatamente isso: gente, isso vai dar problema. Era melhor que o governo resolvesse o assunto, dando terra pra quem não tem, pois existe muita terra nesse país. Não deixando haver choque social e problemas como os que aconteceram, estão acontecendo e que virão a acontecer”, destacou Ney.

Ele também lembrou os alertas que fez, em 1996, sobre o futuro da Previdência Social. “Na época também alertei que a Previdência não poderia continuar como está. Isso em 1996! Hoje está quebrada”, declarou. “Então, cada problema foi levantado na época e, pra minha surpresa, nada mudou e tudo o que eu predisse, aconteceu. E da pior situação. E por esta razão nós fizemos estas obras”.

Com estes dois livros lançados, Ney já soma 16 obras publicadas, sobre temas como política, família, educação e livros de poesias.

Com informações Assessoria