Neuropsicologia ajuda no tratamento de crianças com atraso no desenvolvimento - WSCOM

menu

Política

02/04/2018


Neuropsicologia ajuda no tratamento de crianças com atraso no desenvolvimento

Entender o desenvolvimento humano e sua associação a partir da interação entre o cérebro e o comportamento compreende um ramo da ciência que une a Psicologia e a Neurologia: a Neuropsicologia. É neste caminho que o Centro Universitário de João Pessoa – Unipê oferece uma especialização na área, que, além de trazer teorias sobre as funções cognitivas, desenvolvimento cerebral, alterações neuropsicológicas, avaliação e reabilitação, oportuniza práticas através de atendimento supervisionado na Clínica-Escola de Psicologia da instituição.

E a demanda pelo neuropsicólogo só aumenta, afirma a coordenadora da especialização, profa. Luciane Lira da Cruz. Segundo a professora, de um lado, a conscientização para incluir as pessoas no convívio social fez com que a compreensão sobre o funcionamento cerebral das crianças com necessidades se tornasse uma demanda, a fim de mapear as suas potencialidades e dificuldades para melhorar sua adaptação.

“Por outro lado, temos uma população que está envelhecendo cada vez mais, sendo muito frequentes os encaminhamentos de pacientes com demências ou queixas de memória, além de uma gama de idosos que procuram a reabilitação para exercitar o cérebro como forma de prevenção”, continuou. “Assim, atualmente existe uma grande demanda de encaminhamento ao neuropsicólogo por parte de escolas, neuropediatras, neurologistas psiquiatras, geriatras, entre outros”, apresentou.

Neuropsicologia no Unipê

O curso também tem como meta a publicação de trabalhos científicos, disse Luciane, e, atualmente, dois livros estão sendo organizados a partir de produções realizadas na pós. “Um com produção de docentes do próprio curso e outro com a produção dos TCCs dos alunos”, contou a professora.

Entre outros, a pós-graduação tem os seguintes módulos: Neuropsicologia: Evolução e Atualidades; Neuroanatomia Funcional; Neuropsicologia e Saúde; Bioética; Neuropsicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem; Funções Neuropsicológicas; Distúrbios (da Atenção, da Memória, das Funções Executivas, da Linguagem); Transtornos Visuoespaciais Construtivos; Neuropsicofarmacologia; Neuropsicológica; Supervisão em Práticas Neuropsicológicas I, II, III e IV; e Neuroimagem.

“Além de agregar conhecimento para uma melhor prática profissional, o neuropsicólogo passa a estar preparado para atender demandas específicas de crianças com atraso no desenvolvimento, transtornos que envolvem alterações neuropsicológicas, pacientes que sofreram lesão cerebral, atendimento a idosos com queixas de dificuldades de memória ou perda cognitiva, entre outros”, garantiu a docente.

As inscrições estão abertas em unipe.br/pos e as aulas ocorrerão quinzenalmente, flexibilizadas para que os alunos possam conciliá-las com o mercado de trabalho. Aos concluintes, a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Educação Continuada do Unipê concederá um certificado de especialista.

Notícias relacionadas