Nepomuceno diz que vai lutar contra intervenção no PPS - WSCOM

menu

Política

26/08/2005


Nepomuceno diz que vai lutar

O presidente do PPS, Hermano Nepomuceno, declarou ao portal WSCOM Online que vai lutar contra tentativas de intervenção no partido. A declaração aconteceu agora há pouco no auditório do Hotel Xênius, onde ocorre a reunião plenária do diretório estadual. “Não creio em intervenção no partido, seria muito anti-democrático. A orientação da Executiva nacional era de ampliar as bases do partido sem vetos”, disse.

Nepomuceno também declarou que, enquanto for presidente do PPS, não admitirá que a sigla fique a serviços de grupos políticos. ‘Vou lutar para nos manter independentes’, garantiu o presidente.

A independência do partido entrou em discussão depois do ingresso do presidente da Assembléia Legislativa, Rômulo Gouveia, figura importante dentro da base aliada do governador Cássio Cunha Lima.

“São novas lideranças que estão se agregando ao partido e que precisam, portanto, ter seu espaço na Executiva, no diretório estadual, para que possamos preparar um processo congressual de renovação dos diretórios municipais que ocorrerá em outubro e culminando com o congresso estadual que ocorrerá em novembro, seguindo a orientação do presidente nacional, deputado Roberto Freire”, continuou o presidente estadual.

Esta semana, o PPS registrou mais duas filiações – José Magliano, sub-secretário de Articulação Política da Prefeitura de João Pessoa, e o deputado Tião Gomes. Os dois foram convidados pelo vereador Fuba, que tem proximidade com o grupo do prefeito Ricardo Coutinho (PSB) e do senador José Maranhão (PMDB).

“O que caracteriza o PPS na Paraíba é a independência do partido face aos grupos do senador Maranhão e do governador Cássio. Não é nada estranho que lideranças oriundas de um esquema ou de outro procurem o PPS, mas aqui vamos manter a independência do PPS enquanto direção estadual, evitando que o partido seja sublegenda do grupo X ou do grupo Y”, arrematou Nepomuceno.

Notícias relacionadas