Negociação do presidente do TJ fracassa e serventuários entram em greve por temp - WSCOM

menu

Paraíba

08/03/2006


Negociação do presidente do TJ

Os servidores da Justiça decidiram entrar em greve a partir desta quarta-feira, 8, por tempo indeterminado. A decisão saiu de assembléia realizada no começo da tarde, depois de fracassar tentativa de negociação comandada pelo presidente do Tribunal de Justiça (TJ), João de Moura. Na tarde desta terça-feira, 7, cerca de 400 manifestantes fizeram um piquete em frente ao Tribunal, no centro de João Pessoa. Eles envolveram o prédio com uma imensa faixa preta.

João de Moura havia se reunido na manhã desta terça com sindicalistas tentando evitar a deflagração da greve. O presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça, Benedito Fonseca, disse ao WSCOM Online que a conversa com o TJ não evoluiu. A greve atinge três mil serventuários em todo o Estado.

“Não houve nenhum tipo de resposta positiva. Apenas se sinalizou uma negociação após uma publicação do relatório do Governo Estadual. Então a categoria decidiu decretar greve geral nesta quarta, envolvendo todos os servidores do Judiciário, em todo o estado da Paraíba.”, declarou Benedito Fonseca.

Os sindicalistas estão reivindicando melhorias nas condições de trabalho, debat0e sobre realização de mutirões fiscais e recomposição dos salários-base, além de um aumento em torno de R$ 1.800.

Com a deflagração da greve, os trâmites judiciais do Estado ficam prejudicados. Mandados deixam de ser cumpridos, processos são paralisados e questões básicas, como pedidos de pensão, ficam sem condições de serem realizadas.

A última paralisação dos serventuários da Justiça aconteceu em maio do ano passado. A categoria ficou em greve por 15 dias.

Notícias relacionadas