Não renovou o FIES? Conheça opções que vão além do financiamento - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

25/05/2018


Não renovou o FIES? Conheça opções que vão além do financiamento

Foto: autor desconhecido.

 

 

Termina hoje (25) o prazo para a renovação do FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) para estudantes que já contam com o programa do Governo Federal para cursar a graduação em instituições privadas do país. Cerca de 1,1 milhão de renovações estão previstas. Também chamado de aditamento do FIES, o procedimento deve ser realizado semestralmente pelos beneficiados no site do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES). Estudantes que não renovarão o contrato podem buscar opções alternativas ao financiamento, a exemplo de bolsas de estudo.

Trabalhadora autônoma, Lívia Milena Lima Gomes conheceu as bolsas de estudo do Educa Mais Brasil pelas redes sociais e, ao pesquisar mais sobre o programa, tomou a decisão de cursar Serviço Social pelo programa de inclusão educacional. “É uma forma fácil e acessível que temos para estudar, especialmente para quem vive de forma autônoma como eu. Foi uma oportunidade que consegui para estudar. A mensalidade é bem acessível por conta da bolsa. Vale muito a pena”, pontua.

Ofertadas para a graduação em faculdades particulares, as bolsas de estudo podem garantir descontos de até 70%. Além do abatimento do valor nas mensalidades, um dos principais benefícios é que o contratante não precisar pagar juros ao final do curso, caso tenha já quitado as parcelas, e não precisa se preocupar com dívidas estudantis após a formatura.

Segundo Lívia, além das facilidades de adesão e pagamento, a questão financeira também foi fundamental para a escolha. “O FIES é mais burocrático. É preciso ter fiador, pagar juros. Para mim, não é viável. É mais pagar as mensalidades com a bolsa de estudo, durante o curso, ao invés de terminar a graduação e precisar pagar os juros do financiamento depois”, explica.

Pelo programa de bolsas de estudo do Educa Mais são ofertadas mais de 200 mil bolsas, apenas para o ensino superior (graduação e pós-graduação), em todas as regiões do Brasil. A inscrição é gratuita e não é necessário comprovar renda ao programa. Ao ser contemplado com o benefício, será necessário apenas pagar a taxa de adesão (pré-matrícula). Com isto, o contratante estará isento do pagamento da matrícula ou da primeira mensalidade na instituição de ensino em que foi contemplado. A renovação do benefício deve ser feita semestralmente até a conclusão da graduação.

O que é o FIES

Para quem se questiona sobre o que é o FIES, é um programa criado pelo Governo Federal para financiar a graduação de estudantes, matriculados ou não, em cursos presenciais de faculdades privadas. Para pleitear o benefício é preciso que o estudante não tenha condições de pagar o valor das mensalidades durante o período dos estudos. Como se trata de financiamento, o beneficiário terá de pagar a dívida ao final do curso.

Em 2017, foram celebrados 170.905 novos contratos de financiamento estudantil, o menor número dos últimos seis anos. Em 2012, foram celebrados 351.331 novos contratos em contraste com os 144.947 firmados em 2011. Em relação às 225 mil vagas disponibilizadas em 2017, 20% não foram preenchidas. O percentual, no entanto, é menor em relação a 2016, quando 40% do total de vagas disponibilizadas não foram ocupadas.