‘Não podemos só baixar a cabeça e bater palmas’, diz vereador, manifestando inst - WSCOM

menu

Política

29/10/2005


‘Não podemos só baixar a

O vereador Tavinho Santos (PTB) voltou a reclamar mais atenção do grupo do governador Cássio Cunha Lima, manifestando instabilidade na base aliada. ‘Não podemos ficar como satélites, convocados só pra chancelar, baixar a cabeça e bater palmas’, defendeu, cobrando maior participação do partido nas discussões de composição da chapa majoritária para 2006.

O vereador também distribuiu críticas a integrantes do PFL (especialmente ao senador Efraim Moraes) pela insistência com que lança nomes para a disputa do próximo ano. ‘O PFL não pode ditar as regras’, acredita Tavinho Santos, que fez comparações: ‘Eles têm um senador, mas temos duas representações na Câmara Federal’.

O vereador antecipou as expectativas do partido para 2006. ‘Queremos participar da chapa majoritária, seja para governo, vice-governadoria ou senador’.

Para Tavinho Santos, o PTB tem potencial para vôos mais altos. ‘Além de nossa representação federal, temos um tempo de TV considerável’, enumerou. Credenciais que, segundo o vereador, mereciam melhor tratamento do grupo político ao qual está alinhado.

‘Queremos não só ser ouvidos, mas lançar nomes’, disse Tavinho Santos, que completou: “E aqueles que forem aferidos pelas pesquisas, devem ser respeitados’.

Notícias relacionadas