Museu José Lins do Rego recebe a exposição ‘Poética das Coisas’ - WSCOM

menu

Artes

04/07/2018


Museu José Lins do Rego recebe a exposição ‘Poética das Coisas’

Foto: autor desconhecido.

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), por meio do Núcleo de Museu, recebe a exposição ‘Poética das Coisas’, que reúne fotografias e poesias de Salmy de Lacerda e esculturas em papel de Sílvia Lacerda. A abertura será na quinta-feira (5), às 15h e o período de visitação se estende até o dia 8, no Museu José Lins do Rego. O acesso é gratuito.

A ideia da exposição é unir os trabalhos de Salmy de Lacerda e Sílvia de Lacerda em uma mesma composição e espaço. Ambos trabalham com a delicadeza de um olhar cuidadoso para os encontros e desencontros do cotidiano em que vivem e dos espaços por onde transitam.

Em ‘Poética das Coisas’ é possível observar o mesmo tema sendo tratado a partir de leituras diferentes, ou releituras combinadas a partir de modos de ver que se fundem ao mesmo tempo em que se diferem. A imagem fotográfica captada de forma sublime é falada a partir de palavras que mudam de tamanho e forma de acordo com o que o autor diz e o com o que quer dizer. Ao lado e com igual importância, está a escultura em papel se revelando parceira do dito e do mostrado como inspiração para o tátil. Nesse caso, palavra, imagem e forma dialogam em variações sobre o tema sem tornar-se repetitiva ou monótona, pois fundem-se em uma arte expressiva e instigante provocadora da curiosidade e desejo de se fazer uma leitura particular na busca de elementos coletivos.

Salmy de Lacerda – Paraibano,  graduado em Letras pela UNISA (Universidade de Santo Amaro-SP). Cursou administração na Huron University – Dakota do Sul – EUA. Escritor, cordelista, fotógrafo, em seu trabalho, Salmy de Lacerda, une fotografia e poesia, como uma forma simbiótica de arte onde a poesia visual se imbrica com a imagem, captada por sua lente, de um modo extremamente sutil e revelador. A partir dessa interação traz à tona emoções provocadas pelo que sente e pelo que vê, levando a quem visualiza sua obra uma oportunidade ímpar de refletir sua própria condição humana a partir dos recortes sofisticados e sutis que encontra ao observar o todo. Além disso, nos permite encontrar o belo onde se vê apenas objetos aparentemente insignificantes das expressões materiais ou imateriais de uma mesma paisagem, de uma mesma pessoa, de um tempo real que pode muito bem se misturar ou se confundir com o imaginário.

Sílvia Lacerda – Paraibana, Graduada em Artes pela Faculdade de Educação e Cultura Montessori – SP, pós-graduada em arte educação, artista plástica. Sílvia Lacerda é capaz de transformar o papel com suas cores, texturas e gramaturas em arte plana ou tridimensional, sem medo de inventar e reinventar. Com uma surpreendente delicadeza vai cortando, recortando, dando forma e volume, dobrando, desdobrando e colando em um processo criativo traduzido em belas peças que tanto podem ser decorativas, quanto utilitárias. Suas obras são carregadas de sensibilidade, objetividade e beleza. Elementos fundamentais para provocar a estranheza e a sedução para uma arte valiosa.

Serviço:

Exposição Poética das Coisas – Salmy de Lacerda (fotografias e poesias) e Sílvia Lacerda (esculturas em papel)

Abertura: 5 de julho, às 15h

Visitação: 5 a 8 de julho, das 8h às 17h30

Local: Museu José Lins do Rego (Espaço Cultural)

Acesso: gratuito

Notícias relacionadas