Mulheres são homenageadas em assentamento da reforma agrária no Litoral Sul - WSCOM

menu

Política

24/03/2018


Mulheres são homenageadas em assentamento da reforma agrária no Litoral Sul

O deputado elogiou a programação elaborada com apresentação de ciranda, capoeira, brechós, venda de comidas típicas, palestras e debates

A Comissão Pastoral da Terra (CPT), com apoio do mandato do deputado estadual Frei Anastácio (PT), promoveu uma programação especial no assentamento da reforma Agrária, Apasa, em Pitimbu, neste sábado, para comemorar pela primeira vez o Dia Internacional da Mulher, naquela comunidade. “Eu não pude está presente. Mas, mandei minha saudação para o evento, gravada em vídeo, e enviei vários assessores ao local”, disse o deputado Frei Anastácio.

O deputado elogiou a programação elaborada com apresentação de ciranda, capoeira, brechós, venda de comidas típicas, palestras e debates. “É só através da mobilização população que poderemos mudar esse nosso país. Essa programação elaborada no assentamento Apasa é um exemplo do que deve ser feito em outras comunidades do nosso estado”, disse.

Frei Anastácio relatou que o país está às vésperas de uma eleição e o povo precisa refletir sobre os direitos conquistados com suor, sangue e lágrimas, que estão sendo retirados do povo. “Estamos vivendo a maior revolução negativa que esse país já enfrentou. Estamos na iminência de voltar 70 anos no tempo. É uma batalha das elites contra a classe trabalhadora. As elites querendo reconquistar o seu poder de manipulação, de massacre e de escravidão”, afirmou.

Frei Anastácio disse ainda que não ver outra saída a não ser a união da classe trabalhadora, dos movimentos sociais e sindicais para combater as investidas das elites. “É com a mobilização popular que poderemos vence essa situação. Todas as conquistas que estão retirando de nós foram alcançadas através da mobilização do povo. Para assegurarmos o que resta e resgatar o que levaram, só há esse caminho que é a mobilização popular. Essa mobilização nossa é de grande importância na conscientização do eleitor. Precisamos sair por esse estado refrescando a memória do povo para que ninguém esqueça quem são os traidores da nação”, destacou o deputado no vídeo enviado ao evento.

Homenagem às vítimas

Durante a programação, no assentamento, foram realizados debates sobre a conjuntura política do Brasil, as lutas e conquistas das mulheres. A programação teve ainda uma homenagem especial destinada às mulheres vítimas de violência a exemplo da vereadora Marielle Franco assassinada no Rio de Janeiro, Margarida Maria Alves e muitos outros nomes que se destacaram pela luta junto aos movimentos sociais do campo e da cidade, em busca de justiça social.

O assentamento Apasa tem 23 anos de criação. Está localizado no litoral sul paraibano e possui quase 1.130 hectares, onde estão assentadas 150 famílias.  O projeto de reforma agrária se destaca como uma das principais áreas produtoras de alimentos. Os assentados produzem inhame, macaxeira, batata doce, milho, acerola, graviola, maracujá, coco verde e seco, mamão havaí e formosa, além de grande variedade de hortaliças. Grande parte dessa produção vai para as Centrais de Abastecimento (Ceasas) de João Pessoa e de Recife (PE).

Notícias relacionadas