MPF aponta irregularidades em concurso da UFPB para professor do CCSA - WSCOM

menu

Paraíba

23/08/2005


MPF aponta irregularidades em concurso

O Ministério Público Federal propôs uma Ação Civil Pública combinada com Ação de Improbidade Administrativa contra a Universidade Federal da Paraíba e Banca Examinadora de concurso público para professor de 3º Grau, destinadas ao Centro de Ciências Sociais Aplicadas. De acordo com o MPF, foram encontrados indícios de irregularidades na realização deste concurso.

Segundo relatos de candidatos envolvidos no certame, um dos concorrentes foi visto adentrando a sala com uma pasta executiva e um celular. Além disso, os três candidatos deste concurso foram deixados sozinhos na sala durante a realização da prova. Há possibilidade de que, na ocasião, um dos concorrentes tenha se utilizado de material de consulta, embora o referido edital vedasse tal pratica, ou mesmo trocado sua prova por uma já pronta, com a condescendência dos Examinadores.

O Procedimento Administrativo valeu-se de documentos e esclarecimentos requisitados mediante ofícios ao Presidente da CONSEPE, ao Reitor da UFPB e ao Presidente da Banca Examinadora do concurso. De acordo com o MPF, a Banca Examinadora não apresentou qualquer argumentação convincente que afastasse as suspeitas de irregularidades no processo de seleção.

O MPF requer, por meio da Ação, que até o julgamento do caso sejam suspensos os efeitos do ato de nomeação de um dos candidatos aprovados em face das evidências de irregularidades, bem como que, ao final do processo, seja reconhecida a nulidade do referido concurso e que os professores envolvidos sofram as sanções por improbidade administrativa previstas no art. 12 da Lei 8.492/92.

Notícias relacionadas