Moro nega o envio imediato de tropas federais para o Ceará - WSCOM

menu

Política

04/01/2019


Moro nega o envio imediato de tropas federais para o Ceará

Segundo Moro, o envio só será feito "somente em caso de deterioração da segurança".

Na imagem, o ministro da Justiça, Sérgio Moro

ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, negou nesta sexta-feira (4) o envio imediato de tropas federais para o Ceará, que desde a noite desta quarta-feira (3), acumula registros de ataques a ônibus, além de uma tentativa de explosão a um viaduto, cuja suspeita de autoria recai sobre as facções criminosas do Estado.

Em nota, o ministério disse que a Força Nacional foi mobilizada “para se deslocar ao Estado somente em caso de deterioração da segurança”. Essa posição não agradou o governador Camilo Santana (PT), que chegou a pedir até o envio do Exército ao Ceará. O petista chegou a dizer que Moro teria se colocado “à inteira disposição para o apoio necessário”.

 

Moro sugeriu ainda ao governo do Estado a formação de um gabinete de crise, com a integração das forças policias federais e estaduais antes de qualquer intervenção.