Moradores de Bayeux já podem comprar medicamentos em farmácia popular - WSCOM

menu

Economia & Negócios

21/10/2005


Moradores de Bayeux já podem

Exemplos como o do senhor Sebastião da Silva, de 42 anos (epiléptico há 19 anos) e da aposentada Maria da Glória Jerônimo Gomes, de 68 anos (hipertensa e cardíaca há seis anos), ambos dependentes de remédios controlados e que precisam gastar, regularmente, grande parte do seu orçamento para comprar remédios, ilustram bem a importância e o papel social da primeira Farmácia Popular de Bayeux. Inaugurada na noite da última quinta-feira (20), a FP vai possibilitar que os moradores da cidade tenham acesso a vários tipos de medicamentos, sem ter que empregar vultosas somas em dinheiro para adquiri-los.E a solenidade de inauguração fez jus a importância do empreendimento. Além do prefeito Jota Júnior e da primeira-dama, Ivanúbia Souza, vários secretários, a assessora técnica do Ministério da Saúde, Fernanda Junges, o representante da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Gilvan Ferreira, dentre outras autoridades e populares, prestigiaram o evento. “Deus abençoe esse prefeito por mais essa ação em favor dos pobres”, disse emocionada a aposentada Maria da Glória, que já fazia as contas do quanto ia economizar com a compra dos remédios que precisa tomar diariamente.

Durante seu pronunciamento, o prefeito Jota Júnior, falou da satisfação de vivenciar um momento tão grandioso para cidade de Bayeux. “Nossa cidade está no caminho certo do crescimento e desenvolvimento. E essa é mais uma conquista da população, principalmente para os mais carentes, pois, com a Farmácia Popular, poderão adquirir remédios de alta qualidade e com preços muito abaixo dos praticados no mercado, além de receberem um atendimento vip”, disse Jota Júnior. Em seguida, foi cortada a fita simbólicaPara o secretário de Saúde de Bayeux, Ginaldo Lago Melo, a Farmácia Popular é mais um marco na saúde do município. “Como não dispomos nos postos de saúde, de todos os medicamentos necessitados pela população, agora, eles terão um lugar onde adquiri-los não gratuitamente, como nos postos, porém a preços bastante acessíveis e com um atendimento bastante humanizado”, enfatizou o secretário.

Segundo a assessora técnica do Ministério da Saúde, Fernanda Junges, o objetivo dessa implantação é ampliar a assistência farmacêutica e oferecer a população local mais uma opção de acesso aos medicamentos. “É um serviço complementar de assistência à saúde de todos, independente do poder aquisitivo do usuário”, destacou Fernanda Junges, acrescentando que Bayeux está de parabéns pela iniciativa, pois, essa será a segunda Farmácia Popular a ser instalada na Paraíba, a primeira foi implantada em Sousa, em julho deste ano.

A implantação da Farmácia Popular é resultado de uma parceria realizada entre o Ministério da Saúde, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Prefeitura Municipal de Bayeux, que tem como meta beneficiar usuários de baixa renda que têm dificuldades para fazer o tratamento de doenças, em virtude dos preços dos medicamentos praticados no mercado.

“Os remédios serão vendidos à população pelo valor de custo. Não há lucro no fornecimento dos medicamentos, pois, não agregamos impostos, e ainda oferecemos a logística (treinamento dos funcionários e a mobília), e nossos medicamentos chegam a ser de 30% a 85% mais baratos que os vendidos nas redes de farmácias”, disse o representante da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Gilvan Ferreira, lembrando ainda que, os remédios serão enviados à Prefeitura de Bayeux sob consignação, para serem comercializados junto à população, através da Farmácia Popular.

Após conhecerem as instalações da Farmácia Popular, foi oferecido um coquetel para os presentes. Também prestigiaram a inauguração, os vereadores José Vicente e Pedro Edvar do Nascimento (Vando); o cardiologista do Instituto Kumamoto, Ítalo Kumamoto e a auditora do Ministério do Trabalho, Magda Targino Maranhão.

Farmácia Popular

A Farmácia Popular de Bayeux oferecerá à população 95 tipos de medicamentos, além do preservativo masculino. Hipertensão, Diabetes, Úlcera Gástrica, Depressão, Asma, Infecção e Verminoses são exemplos de doenças para as quais são encontrados medicamentos na Farmácia Popular.

Também estão disponíveis produtos com indicações para os quadros de cólicas, enxaqueca, queimadura e inflamação, além de anticoncepcionais.

“Para adquirir os medicamentos, a única exigência é que o paciente esteja munido da receita médica ou odontológica da rede pública ou particular. Ela é importante para evitar a automedicação, que pode causar intoxicações ou mascarar sintomas de doenças importantes”, explicou a coordenadora de Assistência Farmacêutica do Município, Karoline Souto Maior.

Em Bayeux, a Farmácia Popular funcionará de 2ª a 6ª feira, das 08h00 às 18h00, sem intervalo para almoço, e aos sábados das 08h00 às 12h00. No local trabalharão 10 funcionários, distribuídos nas seguintes funções: dois Farmacêuticos, um Assistente de Gestão, cinco Auxiliares de Gestão e dois Auxiliares de Serviços Gerais.

Notícias relacionadas