Mônica Figueiredo defende código penal mais rígido - WSCOM

menu

Política

05/09/2018


Mônica Figueiredo defende código penal mais rígido

Foto: autor desconhecido.

Em entrevista à rádio Sanhauá nesta terça, 04, a procuradora Mônica Figueiredo, candidata a deputada federal pelo PSDB, se posicionou a respeito da segurança pública, uma das maiores queixas dos paraibanos. Mônica citou o caso ocorrido na última quinta-feira, 30/08, em que dois homens invadiram o Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba a fim de roubar a arma de um sargento que estava fazendo a segurança do local. Ao reagir o militar foi baleado e morreu. “Se os bandidos estão entrando na casa da própria polícia, imagine como nossas casas estão vulneráveis”?

Em ligação, um ouvinte lamentou o caso e concordou com as ideias da candidata. Segundo a procuradora, um dos participantes desse crime já havia sido preso diversas vezes e estava cumprindo pena no regime semi-aberto. A procuradora Mônica defendeu mudanças no Código Penal e uma reforma da Lei de Execução penal. “No início do programa eu demonstrei minha indignação por esse caso específico. O endurecimento das penas tem que ser uma coisa que urge ao Congresso reformar. Lugar de bandido é na cadeia!”

Ao falar sobre a corrupção, principal bandeira de sua campanha, Mônica explicou porque a corrupção mata. “Mata porque o dinheiro desviado deixa de ser aplicado em medicamentos que muitos cidadão morrem esperando, mata porque deixa de ser aplicado em estradas seguras, onde perdemos tantas vidas, mata porque a nossa polícia não recebe investimento em inteligência e aparelhamento, tornando-se incapaz de defender a si própria, quem dirá a população.”