Ministro garante que Transposição na Paraíba reinicia em junho - WSCOM

menu

Paraíba

07/04/2011


Transposição na PB reinicia em junho

Ministro garante

Foto: autor desconhecido.

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, garantiu ao deputado federal Romero Rodrigues (PSDB/PB) que, até o mês de junho os serviços do Eixo Norte (região de São José de Piranhas) do projeto da transposição do rio São Francisco serão retomados em toda a plenitude e os problemas superados. Ele disse que estão sendo adotadas providências de caráter técnico e que os problemas serão resolvidos e o cronograma traçado para o empreendimento deverá ser cumprido e terá andamento acelerado. Estão também sendo revisados alguns contratos visando resolver algumas pendências, conforme o ministro.

Romero foi recebido em audiência no Ministério da Integração Nacional e na ocasião apresentou ao ministro essa preocupação. Na oportunidade pediu informações a respeito da paralisação da obras da Transposição do Rio São Francisco no Sertão da Paraíba.

Rodrigues destacou que as informações de que as obras do Lote 7, do Eixo Norte, de transposição de águas do Rio São Francisco, em execução na cidade de São José de Piranhas, no Sertão da Paraíba, estão paralisadas e funcionários foram demitidos pelas empresas que formam o consórcio para a conclusão dos serviços. De acordo com trabalhadores das empresas Serveng, SA Paulista e SA Carioca, a determinação pegou todos de surpresa na última segunda-feira, em um único despacho.

Conforme matéria publicada na imprensa a especulação entre os trabalhadores é de que faltou recursos para a continuidade do trabalho e que uma grande construtora assumirá a concretação do Lote 7 do canal e a conclusão das barragens do Morros e Bartolomeu. Eles informaram que os primeiros funcionários demitidos foram os britadores e auxiliares, na semana passada, ficando uma boa parcela no serviço do Canal 1, no qual a vala já chegava à desembocadura do túnel Cuncas 1, no Lote 14, do projeto de integração do Eixo Norte.

Segundo as notícias todo o restante foi mandado embora, com exceção dos funcionários do Departamento Pessoal e os da lubrificação, responsáveis pela limpeza das máquinas que serão levadas para São Paulo e Rio de Janeiro, tais sejam: 15 caminhões, uma patrol e um compressor de perfuração. Há informação de que um grupo empresarial está contratando pessoal para as obras dos Cuncas 1 e 2. A assessoria de imprensa do Ministério da Integração Nacional não informou o motivo da paralisação. As obras de transposição irão beneficiar cerca de 1 milhão de pessoas em quatro estados do Nordeste.

 

Notícias relacionadas