Ministro da Agricultura discute amanhã suspensão de embargo russo à carne brasil - WSCOM

menu

Economia & Negócios

13/06/2006


Ministro da Agricultura discute amanhã

O Brasil vai discutir amanhã (13), em Moscou, a retomada das importações de carnes suínas e bovinas pela Rússia, suspensas parcialmente em dezembro último por causa dos casos de febre aftosa ocorridos em rebanhos de Mato Grosso do Sul e do Paraná. Atualmente, o país só exporta para a Rússia carnes produzidas no Rio Grande do Sul, em Tocantins e em Rondônia.

Segundo informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), no ano passado 70% das exportações brasileiras de carne suína foram destinadas à Rússia, o segundo maior mercado para carne bovina e o quarto maior para carne de aves do mundo. Em 2005, a Rússia importou mais de US$ 1,7 bilhão em carnes do Brasil.

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, está em Moscou, onde amanhã cedo se encontra com o colega russo, Alexey Gordeey, para discutir a suspensão do embargo às carnes brasileiras.

Missão do Ministério da Agricultura enviada a Moscou em janeiro último constatou disposição do país de rever o embargo. As autoridades sanitárias russas se declararam, na ocasião, “satisfeitas com o nível de informações prestadas pelo governo brasileiro e prometeram a reabertura das compras ao Brasil, o que já começou a acontecer em abril último, quando foram suspensas restrições a importações do Rio Grande do Sul”, conforme informações do Mapa.

De acordo como o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio do Mapa, Célio Porto, “o governo brasileiro tem insistido para que as autoridades russas enviem missão técnica para visitar o Brasil e verificar in loco as iniciativas tomadas pelo país em relação à ocorrência de febre aftosa”.

Antes de reunir-se com o ministro russo da Agricultura, Roberto Rodrigues, fará palestra em São Petersburgo, às 10 horas, no 10º Fórum Internacional de Economia. O presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, deverá participar do encontro.