Ministério Público quer pelo menos um funcionário nos bancos para atender quem n - WSCOM

menu

Paraíba

07/10/2005


Ministério Público quer pelo menos

EXCLUSIVO – O Procurador do Ministério Público do Trabalho, Eduardo Varandas, informou ao Portal WSCOM Online que vai acrescentar à petição encaminhada à Justiça do Trabalho uma solicitação para que haja pelo menos um funcionário em cada agência bancária, para garantir o atendimento aos menos favorecidos que não tem condições de utilizar os caixas eletrônicos.

Os bancários paralisaram as atividades desde esta quinta-feira, reivindincando um reajuste salarial de 11,77%. Segundo Eduardo, a Lei de Greve, que assegura o movimento, determina que o serviço de compensação não pode ser interrompido.

O juiz do trabalho Carlos Hindemburgh deferiu nesta sexta-feira a Ação Civil Pública com pedido de liminar impetrada no dia anterior pelo Ministério Público do Trabalho, determinando que os caixas eletrônicos nas agências bancárias sejam desobstruídos pelos funcionários em greve.

Segundo Eduardo Varandas, se os terminais não forem liberados eles serão desobstruídos por ação policial, além da aplicação de multa de R$ 50 mil ao Sindicato dos Bancários.

Clique aqui e veja o documento expedido pelo Tribunal Regional do Trabalho, deferindo a Ação impetrada pelo MPT.