Ministério Público da Paraíba quer coibir cobrança indevida da TAM - WSCOM

menu

Paraíba

10/04/2011


MP quer coibir cobrança indevida da TAM

Acentos

Foto: autor desconhecido.

 

O promotor dos direitos do consumidor do Ministério Pública da Paraíba, Glauberto Bezerra, está comprando uma briga que terá o apoio de muitas pessoas que viajam com frequência de avião. O promotor identificou que a empresa TAM está cobrando trinta reais a mais para passageiros que optarem pelas poltronas que ficam na área da saída de emergência do avião.

 

De acordo com Glauberto, a cobrança é indevida por que o cliente já está pagando pelo acento no avião e é ilegal cobrar a mais dependendo do local que ele vá sentar.

 

“É a mesma coisa que você pagar novamente por uma coisa que você já pagou”, sintetizou ele, confirmando que já instaurou inquérito para investigar o fato.

 

Ele quer que a cobrança seja suspensa em todo o Brasil e já comunicou o fato ao Departamento Proteção dos Direitos do Consumidor.

Notícias relacionadas