Mídia global destaca greve e mostra insatisfação contra as reformas de Temer - WSCOM

menu

Política

29/04/2017


Mídia global destaca greve no Brasil

POLÍTICA

Foto: autor desconhecido.

Ao noticiar a greve geral da última sexta-feira, que mobilizou pelo menos 35 milhões de brasileiros, a imprensa internacional mostrou aquilo que a mídia oligárquica brasileira tentou a todo custo esconder: a insatisfação enorme contra as reformas de Michel Temer e o momento histórico representado pela greve geral.

Um dos mais conceituados jornais do mundo, o New York Times, dos Estados Unidos, disse que a greve foi contra o "governo escandaloso de Michel Temer".

Na França, o Le Monde classificou a paralisação como "histórica" e publicou um dossiê e filme batizado de "Au Brésil, le grand bond en arrière, que significa: "Brasil: O grande Salto para Trás".

A BBC, rede britânica de informação, destacou que esta foi a "primeira greve geral duas décadas".

Enquanto isso, comprometida com o governo que ajudou a colocar no poder, a grande mídia brasileira tentou resumir os movimentos a uma baderna sindical, escondendo a real dimensão da insatisfação com as reformas e com o atual inquilino do Planalto, aprovado por apenas 4% dos brasileiros.

O contraste é visível:

O Globo: "Temer lamenta bloqueios e reafirma que fará as reformas"

Estadão: "Manifestação contra reformas afeta as grandes cidades e termina em violência"

Folha de São Paulo: "Greve atinge transportes e escolas em dia de confronto" 

Notícias relacionadas