Mesmo com fronteira fechada, Brasil mantém missão de ajuda humanitária - WSCOM

menu

Política

22/02/2019


Mesmo com fronteira fechada, Brasil mantém missão de ajuda humanitária

Porta-voz do governo diz que ajuda humanitária segue mesmo após Maduro anunciar fechamento de fronteira

Na imagem, o porta-voz do Governo, Otávio Rêgo

porta-voz do presidente Jair Bolsonaro, Otávio Rêgo Barros, afirmou que as operações para entregar ajuda humanitária à Venezuela no próximo sábado (23) continuam normalmente, apesar da decisão de Nicolás Maduro fechar a fronteira com o Brasil.

“O cuidado brasileiro com nossos irmãos venezuelanos continua com a Operação Acolhida. Prossegue o planejamento da operação humanitária mediante oferta de alimentos e remédios a partir do próximo dia 23”, disse Rêgo Barros.   

 

Segundo o porta-voz, os meios disponibilizados pelo Governo Federal já iniciaram seu deslocamento para Roraima, que faz fronteira com a Venezuela. Questionado sobre o risco de tensão na região por causa do fechamento da divisa, ele destacou que a situação em Pacaraima é de “normalidade”. 

 

“O intuito do Estado brasileiro, por meio de suas Forças Armadas e agências, é acolher os irmãos venezuelanos. O governo brasileiro não identifica neste momento possibilidade de fricção na região. O ponto focal é a ajuda humanitária”, garantiu.