Mercado quer fisioterapeutas especialistas para atuação em UTIs - WSCOM

menu

Paraíba

07/05/2018


Mercado quer fisioterapeutas especialistas para atuação em UTIs

Pós-Graduação do Unipê fornece todos os critérios exigidos para a prática

Foto: autor desconhecido.

Conhecimento, treino e qualificação com experiência pregressa em centros reconhecidos por terapias intensivas. Essas exigências profissionais são critérios fundamentais para a qualificação de fisioterapeutas para atuação em UTIs. Segundo Andréa Brandão, coordenadora da especialização em Fisioterapia em Terapia Intensiva do Unipê, a procura por profissionais qualificados é ampla.

Andréa contou que isso acontece devido às normas de funcionamento de uma UTI, bem como à necessidade de uma assistência de qualidade.

“Sendo assim, essa especialização de caráter teórico-prático se mostra relevante no retorno social que trará à população que necessita de cuidados especializados”, refletiu Andréa.

Competência para Fisioterapia em Terapia Intensiva

Qualificar-se é o primeiro passo para garantir que o profissional esteja preparado para a prestação de um serviço de qualidade. Com isso em mente, a professora Andréa Brandão contou que o Unipê conciliou essa necessidade:alto grau de competência e eficiência no atual panorama.

“E isso inclui alta tecnologia de aparelhos de ventilação mecânica, monitores, exames e equipamentos. Além disso, a especialização da assistência por equipe integrada no modelo multiprofissional”, complementou a coordenadora.

“Especializar-se vai elevar o padrão de qualidade das condutas e intervenções fisioterapêuticas”, garantiu a docente.

Fisioterapia em Terapia Intensiva no Unipê

A especialização em Fisioterapia em Terapia Intensiva se caracteriza pelos módulos teórico-práticos. “São condições necessárias ao fisioterapeuta para aperfeiçoar sua prática laboral no ambiente da terapia intensiva”, defendeu Andréa.

Assim, o curso do Unipê fornece uma abordagem completa com diferentes formas de intervenção e reabilitação, otimizando o incremento profissional.

“O curso apresenta uma dinâmica diferenciada na medida em que fornece práticas supervisionadas em várias unidades de terapia intensiva, proporcionando ao aluno uma ampla vivência prática”, colocou a coordenadora.

Diferenciais da especialização em Fisioterapia em Terapia Intensiva

O curso aperfeiçoa as competências e habilidades no atendimento fisioterapêutico no âmbito da UTI. O Unipê capacita o fisioterapeuta na aplicação das técnicas, métodos e novas tendências de atuação.

“Tudo baseado nas evidências científicas, permitindo uma oportunidade de crescimento e destaque na profissão. Os módulos teórico-práticos, sobretudo os atendimentos aos pacientes nas unidades de terapia intensiva, favorecem a experiência e potencializam as características necessárias ao perfil do profissional nessa área”, considerou Andréa.

O corpo docente do curso é composto por profissionais de referência e com experiência no âmbito da pós-graduação. As aulas acontecem quinzenalmente, o que possibilita que os fisioterapeutas continuem trabalhando.

As inscrições estão abertas em unipe.br/pos. O Unipê concederá uma certificação de especialista aos concluintes por meio de sua Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Educação Continuada.