Médicos se reúnem com Prefeitura nesta segunda, mas descartam fim da greve - WSCOM

menu

Paraíba

04/04/2011


Médicos e Prefeitura se reúnem hoje

Impasse

Foto: autor desconhecido.

Acontece na tarde desta segunda-feira, 4, às 16h30, mais um encontro entre os médicos que trabalham para a Prefeitura de João Pessoa. A reunião será para que a categoria dê o seu posicionamento com relação à proposta encaminhada pela Secretaria de Saúde Municipal na última sexta-feira, 1º de abril.

Na proposta da Secretaria, constam 64% de gratificação para os médicos que atenderem durante a semana, e 100% para os que atenderem nos finais de semana.

De acordo com a assessoria da pasta, a impressão do município é que o movimento teria embasamento político, pois não existiriam razões para a greve. A Secretaria estaria aberta para o diálogo, e informou que pouco antes desta paralisação, a secretária Roseana Meira esteve reunida com os médicos que atendem nos PSF’s, e chegaram a um acordo. 

Para saber se a categoria está respeitando o número mínimo de médicos que precisam continuar trabalhando mesmo com a greve, a Secretaria de Saúde está entrando em contato com os diretores dos hospitais.

Procurados pela redação do Portal WSCOM, o presidente do Sindicato dos Médicos (Simed), Tarcísio Campos (foto), declarou que durante a reunião desta segunda a categoria irá cobrar definições da Secretaria de Saúde com relação ao pagamento das férias e a licença prêmio.

Sobre a possibilidade da paralisação ter motivações políticas, o presidente do Simed fez questão de afirmar que isso não existe: “Rechaçamos qualquer tentativa de politizar o movimento. A própria gestão municipal é que está tentando fazer com que a greve tenha essa característica”.

Finalizando, Tarcísio Campos confirmou que a categoria está respeitando o que determina a lei: “Estamos trabalhando com 30% dos médicos, além do atendimento de urgência e emergência”.

 

Notícias relacionadas