Médicos do PSF em João Pessoa realizam assembléia nesta 2ª-feira e podem entrar - WSCOM

menu

Paraíba

29/07/2007


Médicos do PSF em João

A saúde no estado da Paraíba corre sérios riscos de entrar em colapso nos próximos dias. Como se não bastasse a paralisação dos servidores estatutários, os do PSS (Programa de Saúde da Família) devem decretar greve nos próximos dias. A decisão será tomada em Assembléia geral marcada para esta segunda-feira, dia 30. “Existe a possibilidade real e concreta de parar o PSF”, garante o presidente do Sindicato dos Médicos, José Denir.

Segundo o médico, a pauta de reivindicações já está há mais de uma semana nas mãos da Secretaria de Saúde, mas até agora não obteve resposta. A pauta não inclui semente questões salariais. Os médicos reclamam que a falta de segurança tem provocado o afastamento de muitos profissionais do Programa.

“Alguns funcionários e médicos já foram ameaçados e até agredidos”, conta Denir. Além do mais, os postos não tem pessoas encarregadas de serviços gerais nem recepcionistas para fazer o acolhimento dos pacientes, o que dificulta o trabalho dos profissionais de saúde.

A situação é tão séria que, por conta das demissões, o programa já tem um déficit de mais de 20 equipes. “Faltam equipes nas unidades, principalmente médicos, devido as condições de trabalho e os salários”.

Notícias relacionadas