'Me ofereceram R$ 60 mil por uma noite', diz Pabllo Vittar - WSCOM

menu

Artes

20/05/2018


‘Me ofereceram R$ 60 mil por uma noite’, diz Pabllo Vittar

“Ser afeminado é revolucionário! Eu amo ter nascido menino gay! Noooossa… Adoro ser veado, drag queen! Nunca quis ser mulher. Poder me transformar é maravilhoso!”

Foto: autor desconhecido.

A cantora Pabllo Vittar fez revelações durante uma entrevista ao jornal Extra, do Rio de Janeiro. Ela falou sobre a questão de gênero. “Ser afeminado é revolucionário! Eu amo ter nascido menino gay! Noooossa… Adoro ser veado, drag queen! Nunca quis ser mulher. Poder me transformar é maravilhoso!”, afirmou.

Sem a maquiagem e os looks poderosos, Vittar é Phabullo Rodrigues da Silva Araujo. Um jovem que levou prato de sopa na cabeça na fila da merenda e, mais tarde, perdeu oportunidades profissionais por causa do preconceito.

Vittar relembrou a dificuldade em conseguir trabalho por conta de sua aparência. “Nunca consegui emprego em loja de shopping, por exemplo. Trabalhei como cabeleireiro e no telemarketing das empresas, em que eu só usava a voz, ninguém precisava me ver”, disse.

Um dos trechos mais polêmicos da conversa é sobre um convite à prostituição. Pabllo admitiu ter recebido “propostas indecentes”.

“Um cara estava disposto a pagar R$ 60 mil por uma noite comigo. Não aceitei. Respeito muito a minha drag e tudo o que eu conquistei por meio dela”, relatou.

A entrevista completa pode ser lida aqui .

Metrópoles

Notícias relacionadas