MAIS PROTESTOS: Presidente vira marchinha de Carnaval: ‘Doutor eu não me engano, o Bolsonaro é miliciano’ - WSCOM

menu

Política

04/03/2019


MAIS PROTESTOS: Presidente vira marchinha de Carnaval: ‘Doutor eu não me engano, o Bolsonaro é miliciano’

Poder360/Reprodução Youtube - DCM

Desde o anúncio de Jair Bolsonaro a respeito de sua intenção de concorrer ao cargo de presidente da República do Brasil, o ex-deputado tem sofrido todos os tipos de retaliações e protestos possíveis por parte de seus opositores.

 

Seu posicionamento, considerado por alguns como homofóbico, racista e xenófobo, já lhe rendeu ovadas, “banho” de purpurina e até mesmo casais homossexuais já se reuniram para um beijo em frente a Jair Bolsonaro como forma de protesto. E mesmo após sua vitória nas urnas os protestos não cessaram.


O período dos festejos carnavalescos não poderia passar em branco, politicamente falando, para os opositores do atual presidente. Durante o cortejo de vários blocos de rua Brasil afora, manifestantes gritaram palavras de ordem e usaram cartazes para expressar seu descontentamento com o atual governo. Mas os protestos não ficaram “só no grito”.


No último sábado (2), o Originais do Punk, de São Paulo, desfilou ao som de uma versão inusitada da música Coração Corinthiano, de Manoel Ferreira.

“Doutor, eu não me engano, o Bolsonaro é Miliciano. Eu não sabia, mais o que dizer, em casa noticiam, a culpa é do PT. Ah doutor eu não me engano, oh Bolsonaro eu não vou passar o pano”. Assista o vídeo.


A paródia fez referência ao possível envolvimento do filho do presidente Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro (PSL/RJ), senador pelo Rio de Janeiro, com membros da milícia em seu estado. A mãe e a esposa de um ex-policial militar suspeito de chefiar a milícia carioca chegaram a ser empregadas por Flávio.


1NEWS