Mãe de Neymar sai em defesa do filho após novas críticas por comercial de TV - WSCOM

menu

Entretenimento

31/07/2018


Mãe de Neymar sai em defesa do filho após novas críticas por comercial de TV

Foto: autor desconhecido.

Após Neymar Jr. ser duramente criticado por protagonizar uma campanha publicitária em que avalia a pressão e as alfinetadas sofridas durante a Copa do Mundo da Rússia deste ano, Nadine Gonçalves saiu em defesa do filho na web. No Instagram, na última segunda-feira (30), a mãe pediu para que o atacante não se abale.

“Muitas vezes em nossas vidas as coisas não saem como gostaríamos, principalmente nossos sonhos e desejos. Deus fala que não devemos deixar de sonhar e acreditar, não se deixe abater e muito menos de acreditar em você mesmo. Eu, como mãe – e acho que a maioria dos outros pais também -, se entristecem quando falam dos seus filhos, ainda mais quando não os conhecem. […]”, desabafou a veterana.

E continuou: “Somos humanos, sendo assim, somos falhos. É, meu filho… O cair pode ser do homem, mas o levantar é de Deus! […] Eu sou sua maior admiradora e, com todo o respeito, não se abata com palavras e acusações daqueles que não têm amor ao próximo. Saiba que são minoria perto das pessoas que te amam e, principalmente, que conhecem seu coração. Eu te amo e sempre estarei com você, meu filho… Meu guerreiro!”.

Apesar de o público não ter gostado do comercial estrelado pelo camisa 10, o depoimento de sua mãe pareceu ter agradado os internautas. “Vocês têm todo meu apoio”, escreveu uma admiradora. “Ele é orgulho do nosso país! Infelizmente, algumas pessoas não sabem perder e jogam a culpa nele”, analisou outra. Uma terceira se emocionou com as palavras de Nadine: “Quando cheguei na metade do texto minhas lágrimas já escorriam”.

No último domingo (29), vale lembrar, foi ao ar o comercial de uma marca de lâmina de barbear em que Neymar dá um depoimento de um minuto e meio sobre seu desempenho e suas quedas durante a Copa da Rússia. Contudo, a campanha não foi bem vista pelos internautas, que disseram não acreditar na sinceridade de seu posicionamento.

MSN

Notícias relacionadas